quinta-feira, janeiro 21, 2016

A declaração de honestidade, de um molusco que admite que mentiu, somada à ameaça de processos sem fim contra todo mundo, abre a sessão. Além de se colocar acima de Jesus e Tiradentes imagino que essa ameça vise entupir o sistema judiciário brasileiro, já ágil e desburocratizado, de tal forma a parar todos os processos contra a companheirada.

Mas já pensaram que, se por algum motivo, os trocentos milhões de brasileiros que se sentem lesados pelo embuste que é o PT e seus asseclas decidissem fazer o mesmo?

Por falar em justissia brasileña, ela devia ser muito leniente para que um grupo de renomados "adevogados" tenham que passar escritura de barraqueiros. Vamos combinar que advogado caro bagarai e piti não combinam.

Estou muito curioso para ler a ata do BC a respeito da manutenção da taxa de juros no mesmo patamar. "Considerando que devo obediência total ao planalto".... Decididamente a esquerda não entende porra nenhuma de nada, só de locupletação.

"Em um país voltado para os mais necessitados, com diversos benefícios de efeito duvidoso, nada mais justo que padronizarmos os principais preços praticados no país, como a gasolina, o dólar e as ações da Petrobrás", declaração de um aspone do ministério da fazenda, em off, que não quis se identificar.

Por último, a Petrobrás, no fundo do poço, pretende vender a Petrobrás Argentina. O timing é intrigante considerando a mudança de governo por lá. Será uma Pasadena II? A conferir.


Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics