quarta-feira, setembro 16, 2015

By Hubert

terça-feira, setembro 15, 2015

Meus amigos, o pacote de ajuste econômico, evacuado pela cloaca mental da equipe da presidANTA, é realmente previsível, risível e outros epítetos menos honrosos.

A redução de gastos imediatos é boçal, considerando que não há nenhuma pista de como será feita a redução dos custos com fisiologismo, alvo de chiadeira da quadrilha aliada. Vamos combinar, R$ 200 milhões ano? Não paga nem o cafezinho da rapaziada. Quantos ministérios serão extintos? Quantos aspones serão exonerados? Será que por isso Michel Temer estava tão faceiro ontem?

Por outro lado, o aumento de receita, vieram com mais do mesmo, aumento do imposto e aumento do imposto e criação de imposto. Ah, e tem aumento de imposto. Me espantei em saber que o sujeito da minha casa minha vida pagava o mesmo imposto que o Collor, por exemplo, se vendesse seu imóvel. Agora ficou um pouco diferente. Só esqueceram que esquemas para fraudar valor venal etc e tal existem desde a idade da pedra. Quero ver como vão resolver isso.

Previsível, adiamento de concursos. E era o Aécio que ia acabar com os concursos.

Vamos combinar, o cara estuda uma eternidade para fazer essa cagada. Não é à toa que o presidente do Bradesco rifou o Levy, devia estar de saco cheio das baboseiras que ele devia dizer nas reuniões do conselho.

Sifuderem.


segunda-feira, setembro 14, 2015

Conhecendo a raça de políticos brasileños e da maneira cmo conduzem seus negócios, se na quarta-feira o vice chutou as bolas do governo e, hoje, assopra e tece loas à capacidade ímpar de articulação política da anta (ahahaha), só pode significar que o PMDB (o velho e bom Partido Me Dei Bem) conseguiu ficar de fora do "corte" pirotécnico a ser anunciado.

A conferir.

Fonte: Blog do Noblat

sexta-feira, setembro 11, 2015

Só para não perder o fio da meada.

Prezados e prezadas inimigos e amigos petistas, esquerdopatas em geral, só para entenderem o que significa perder grau de investimento: significa que qualquer empresa desse país, pública ou privada, banco ou não, e o governo (se é que podemos chamar o que acontece hoje no planalto de governo) irão pagar MUITO MAIS CARO por qualquer vintém que necessitarem para manter a máquina funcionando. O dinheiro que virá para o Brasil terá alto grau especulativo e portanto volátil e covarde. Os administradores dos trilhões de dólares dos fundos de pensão estrangeiros irão pensar 1.000 vezes antes de colocarem um centavo aqui. TODOS os planos de INVESTIMENTO serão revistos face aos novos custos para faze-los.

Parabéns aos petistas, em especial à anta presidencial, que assessorada pelo maior ajuntamento de inúteis sanguessugas e puxa-sacos jamais visto em um país democrático, conseguiu esse feito. 

E ao inútil banqueiro meu mais sincero vai tomar no cu, espero que ao cair não consiga seu emprego de volta. (spoiler: correntistas do Bradesco, tremei).

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics