sexta-feira, junho 26, 2015

Investigador anônimo e colaborador incansável do Jus Indignatus, Haroldo Romeu Pinto, em um furo de reportagem informa:

"O atraso em prender o senhor molusco eneadáctilo da silva decorre de um arranjo, subliminar e subterrâneo, para que o mesmo possa concluir, o mais rápido possível, um curso superior, no modelo EAD, e que foi desenvolvido sob medida e exclusivamente para ele, sendo o único matriculado. Os professores são militantes da esquerda festiva e caviar empedernidos e que juraram, pela bandeira cubana, não dizer nada sobre quem é seu aluno e o que estão ensinando. Esse arranjo envolve uma renomada instituição educacional, dependente de fundos e recursos oficiais".

Como se sabe, com curso superior, o suspeito meliante tem regalias nunca antes vista em qualquer país do mundo, no Brasil.

Informou o prantão di nottissias do Jus Indignatus.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics