quarta-feira, março 18, 2015

Diz um antigo provérbio austro-húngaro que "em chuva de piroca o melhor a fazer é pegar a menor e sentar logo". O (des)governo da anta está tão perdido que não conseguem nem escolher em qual sentar. Destaco do texto conseguido pelo Estadão e publico aqui: "Não adianta falar que a inflação está sob controle quando o eleitor vê o preço da gasolina subir 20% de novembro para cá ou sua conta de luz saltar em 33%. O dado oficial IPCA conta menos do que ele sente no bolso. Assim como um senador tucano (Antonio Anastasia, MG) na lista da Lava Jato não altera o fato de que o grosso do escândalo ocorreu na gestão do PT", afirma o óbvio ululante o documento do próprio planalto.

Evidente que as medidas fiscais seriam tomadas por qualquer um com QI de ameba que se elegesse. O problema é que o descrédito com a liderança da anta é tal que ela deveria pedir pra ir no mato e não voltar mais.

Vamos acompanhar de perto as manobras escusas que virão da área de comunicação daquele chiqueiro central.

terça-feira, março 17, 2015

Não se discute que a corrupção é endêmica no país. Endêmica e longeva. Não vou entrar no mérito histórico pois não vejo necessidade. Porém, cabe dizer, medidas anti-corrupção que não acabem com a impunidade é o mesmo que peido de frango na promoção.

Temos 3 poderes que se locupletam em relações simbióticas e promíscuas. Juízes em todas as instâncias que defendem interesses classistas. Legi$lativo fisiológico que não se acanham em votar benefícios descabidos nas horas mais impróprias. E, com certeza, um exeCUtivo desqualificado, inchado e ávido por projetos superfaturados.

Não vejo nenhum político, mesmo os queridinhos do momento, bradar pela redução do número de mini$tério$, dos cargos comi$$ionado$. E exigir que os cargos sejam ocupados por gente capacitada e não por um bando de puxa-saco venal e prostituído. Por que será?

O exemplo vem de cima. Endureçam as leis, prendam todos e os próximos corruptos pensarão duas vezes antes de meterem a mão na cumbuca. O efeito sobre o resto da sociedade será positivamente devastador.

No mínimo os valores desviados serão menos delirantes.

Em tempo: Sim, a corrupção é uma senhora de idade como disse a anta da presidanta ignoranta e mais perdida que cega em tiroteio, mas ela só se tornou a rainha do jabaculê no governo petista. A suposta privataria tucana não é nem troco perto do que roubaram nos últimos 12 anos.


segunda-feira, março 16, 2015

Uma das coisas que é de comum acordo é que o Brasil precisa dos ajustes fiscais. Mas é muito estranho, para não dizer que é uma filha da putice em larga escala, que apenas o pagador de impostos seja o arrochado.

Não vi, em instância nenhuma, nenhum movimento para reduzir a quantidade animal de ministérios (os tais 39 redutos de ladrões), a redução do galáctico número de aspones comissionados, hoje mais de 100 MIL e/ou a redução dos benefícios, que tanto congre$$i$ta$ fisionlógicos como magi$trado$ magistrais, se locupletam com cara de alguém peidei não sei quem fui.

Vamos ver quem será o primeiro a assumir essa.


Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics