quarta-feira, fevereiro 04, 2015

A mídia golpista e desinteressada, sempre ela, produz de vez em quando pérolas inimagináveis. A pérola que comento a seguir segue essa linha. Vale a leitura e tem algumas passagens impagáveis que reproduzo aqui com meus comentários habituais e isentos:

1) "Na proporção em que abalam a imagem da maior empresa do País, as investigações e confissões têm um impacto também sobre a mais respeitada gestora do governo federal: Porra, se ela é a mais respeitada não quero nem saber o naipe da que é menos.

2) três características eram centrais na identidade da engenheira química Graça Foster, EX(grifo meu)-presidente da Petrobrás:
a) saúde de ferro, apesar da absurda carga de trabalho autoimposta: Deve ter tido um puta trabalho para limpar as digitais dos mandantes das falcatruas que no mínimo observou
b) o hábito de frequentar lugares públicos sem ser importunada: O que dizer... se você vê alguém que parece ter saído de um conto dos irmãos Grimm você fica ou foge?
c) a inabalável concentração e frieza cerebral no trabalho: Concordo, ver bilhões saindo pelo ralo e não surtar é prova disso.

3) "ao contrário de seu estereótipo, ela é vaidosa": O politicamente correto para feia bagarai

4) "“Aumentou seu ritmo de trabalho, pois além da continuidade das atividades normais tinha que, de forma rápida, planejar e executar ações para enfrentar os problemas gerados a partir da Operação Lava Jato”: Remetendo ao comentário no item 2.a e incluindo a cagada na publicação do balanço que, no fundo do poço, lhe custou o pescoço.

Esse é um país de celerados então imagino que essa matéria faça sentido.

Como costumo dizer, quero ver o obituário do $arney e afins.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics