quarta-feira, novembro 26, 2014

Aos petistas ignorantes, a lei de responsabilidade fiscal tem por objetivo coibir que o governo, qualquer um deles seja PT ou outro, possa se valer do cofre para se promover. O efeito colateral desta lei é impedir que os efeitos nefastos do descontrole fiscal atinjam diretamente aqueles mais vulneráveis, ou como vocês gostam de dizer, os socialmente desvalidos.

Quem ganha com isso são os próprios políticos que se mantém no poder não por dever cívico, mas para encher o seus rabos de grana. E pelo que se viu na Petroubarás, muita grana.

Como ignorantes inúteis que sois, vou tentar explicar de forma bem simples com dois exemplos:

Caso 1: Imagine que seu vizinho começou a gastar descontroladamente em farras homéricas, festando até altas horas da noite e não te deixando dormir. Você tem mais ou menos noção do quanto seu vizinho ganha, logo imagina que a farra vai acabar. O cara estoura o cheque especial, o cartão de crédito e cofre do filho. E não paga uma fatura. Ao invés do banco mandar para o SERASA ele manda descarregar um caminhão de cerveja no gramado dele e ainda fornece a carne do churrasco.

Caso 2: Imagine você que um mendigo crackeiro invade sua casa, estupra sua mulher, sua filha e sua mãe. A polícia chega e ao invés de prender o filho da puta passa a mão na cabeça dele alegando que ele é socialmente vulnerável.

Não entendo bem porque razão dos infernos petistas, e esquerdopatas bolivarianos em geral, são avessos à economia. Mas acredito que tenham pelo menos noção do que é ser roubado, ou ver a lei ser ignorada por puro e velho fisiologismo rasteiro.

É isso que o Partido Me Dei Bem está fazendo, trocando ministérios e chaves de cofres pela aprovação das contas furadas no que chamam de superávit negativo. Viraremos piada mundial e se achavam que o juros e a inflação estão altos, aguardem.

Enquanto isso, vão tomar no meio do olho do cu. Depois eu passo na casa de vocês, petistas ignorantes, doutores e professores em países que respeitam as liberdades do indivíduo, para pegar qualquer bem de valor e trocar por comida para alimentar minha família. Pela lógica lulo-petista bolivariana defendida por vocês isso vale

terça-feira, novembro 25, 2014

Não entendo a insistência em se manter unido esse tal Mercosul. Se é para criar uma proeminência econômica e liderança política regional é aí que não faz o menor sentido. Isso se chama IMPERIALISMO. Não é isso que combatem os esquerdopatas?

A conferir nos consultórios psiquiátricos mais próximos.

quarta-feira, novembro 19, 2014

A enxurrada de escândalos pós-eleições é algo que nunca se viu. A anta ignoranta se escondeu do outro lado do mundo e começou uma tal operação "alguém peidei, não sei quem fui", tentando livrar a cara.

A incompetanta é tão desmiolada que forçou a saída de seus ministros e, com isso, não pode utiliza-los como tropa de choque. Vamos combinar que o inepto vendido da justissia dizer que associar políticos eleitos com a putaria e roubalheira é terceiro turno é de uma mediocridade ímpar.

Fico surpreso que nenhum petista tenha vindo à público para pelo menos tentar dissociar a ideologia do PT dos desmandos de seus gerentes.

Enquanto isso:


  • Rombo na Petroubarás pode chegar a R$ 21 BILHÕES.
  • Outras empresas estatais vão aparecer na lista das bandalheiras
  • Os acionistas se foderam
  • Gerente devolve US$ 100 mi, quanto será a devolução dos diretores e outros envolvidos?

Será que a pocilga nacional terá coragem de exercer seu direito fisiológico divino?

Aguardando o próximo capítulo.


segunda-feira, novembro 17, 2014

Deixa eu ver se entendi, a PetRoubarás, na figura ímpar e impoluta de sua presidanta genial, propõe criar uma diretoria especial para GARANTIR que a lei, o que quer que isso signifique para os eleitos pelo partido, seja cumprida.

Sempre imaginei que uma empresa estatal privatizada, de 60 anos, com ADR's na NYSE, tivesse uma política de compliance seguida à risca por todas as diretorias.

Eu realmente não sabia. Tem culpa, eu?

sexta-feira, novembro 14, 2014

Algumas considerações pós-eleitoreiras e que caem bem nesse cenário apocalíptico que se desenha:


  • Manifestação pedindo auditoria de urna é o mesmo que peido de frango em promoção, não vale nada. Se querem chutar o balde peçam que o congre$$o nacional, aquela pocilga fedorenta, revitalize a CPI da PETRO.
  • A casa não caiu, a demissão de ministros era esperada mas o que é intrigante é que estão se demitindo e NÃO estão fazendo a menor falta. Outro ponto, a anta ignoranta que se acha presidanta ainda não desenhou o que será o esquema do seu próximo, e breve, governo.
  • Todas as nefastas ações que o Aécio faria se eleito estão sendo feitas pelo (des)governo. A petezada deveria se envergonhar.
  • O fisiologismo de nossos (in)dignos repre$entante$ é insuperável. Toparem ignorar a lei de responsabilidade fiscal vai custar caro para todos, inclusive o público pagante.
  • Por falar nisso, o merdandante ir pedir água nessa altura do campeonato é abrir uma segunda brecha para tomarem um pé na bunda. A primeira é a PETRO.
  • O balaio de caranguejo que se transformou a operação Lava Jato é de impressionar. Nem na Itália sairia algo assim.


A conferir.

sábado, novembro 01, 2014

Mal amanhece o dia e me deparo com uma fieira de notícias bizarras:

A primeira: Após rombo nas contas públicas governo pretende encaminhar ao congre$$o reduzir a meta de superávit. Em miúdos, o governo gasta muito mais que arrecada e ao invés de reduzir o gasto quer reduzir a meta a ser batida pois, com os golpes contábeis que costuma pregar, terá melhores chances. Isso é importante entender petezada pois afeta diretamente o seu bolso.

A segunda: A bolsa de apostas para a dança das cadeiras ministerial está aberta. Olha o naipe dos cogitados: Jaques Wagner, Mercadante, Garotinho e $arney, sem contar Cid Gomes. O governo está acomodando os derrotados aliados com qual objetivo? O que podem trazer de contribuição para a evolução do Brasil essa chusma?

A terceira: Enquanto seu salário fica a mercê do dissídio coletivo, que será cada vez mais duro de negociar dado o estado de pré-crise que nos encontramos, o STF manda incluir o reajuste de 22% no orçamento do ano que vem. Curiosamente, o salário desses isentos magistrados é referência para o resto dos sanguessugas. Valendo um peido de frango sem pele e sem osso, na promoção, que foi combinado.

Está bom para um sábado de manhã.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics