quinta-feira, fevereiro 20, 2014

"O Brasil não é um país sério e seu congresso nacional é uma putaria. Mas nem assim podemos considerar o país um puteiro", (Charles de Gaulle)



Em tempos de combate à exploração sexual me espantei ontem que um jornal, de grande circulação estadual e que começa com D e termina com iário Catarinense, tenha deixado passar propagandas, em um encarte direcionado aos visitantes que vieram a Florianópolis para o seminário técnico da Copa do Mundo, de uma conhecida "casa noturna", ou puteiro, bordel, casa da luz vermelha ou que seja o nome pelo qual conheçam.

Na figura ao lado está a contracapa, então podem ter a dimensão da cagada. O pior e que o jornal Diário Catarinense publicou, em sua página do Facebook, uma retratação bem meia-boca. Duvido muito que isso tenha sido autorizado por um estagiário, o qual foi demitido para acalmar a turba indignada, e desconfio que quem autorizou só pode ter levado por fora. Ou então o jornal foi conivente e que se foda a opinião pública.

O que é mais sério, se uma cidade que sediou um evento, de pequeno porte, conseguiu essa proeza, o que será que acontecerá na Copa? Será que o Ministério do Turismo está monitorando isso? E o ministério público?

Em tempo: Quando um inútil octogenário, afilhado do $arney, assumiu o ministério do turismo em 2010, seus associados foram comemorar fazendo uma suruba em um motel e levaram a conta para aquela inutilidade burocrática. Na época dei uma sacaneada. Fui assediado com e-mails ameaçadores enviados por uma obscura organização, provavelmente contratada a peso de ouro e sabe-se lá sob que edital, que monitora a internet atrás de associações entre o ministério do turismo e putaria. Mandei-os tomar no meio do olho do cu, com certeza. Espero então que essa mesma organização leia esse post e, ao invés de me encher o saco, faça que essa indignação chegue ao ministro e ao ministério público para as devidas providências. Repito, se uma capital de pequeno porte como Florianópolis conseguiu a proeza de promover a prostituição, o que acontecerá no resto do país?





Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics