quarta-feira, novembro 14, 2012

Que os políticos brasileiros são experts, PHD's e magos supremos em desvio de dinheiro público (exceto, é claro, os do PT) é notório. O outro lado da moeda é capacidade ímpar de proferir bobagens e produzirem projetos relevantes para o Brasil.

Dois exemplos me acertaram os ouvidos. No primeiro um nobre repre$entante do povo discorria sobre as vantagens do projeto de lei aprovado, obrigando os comerciantes e afins a destacarem, em suas notas fiscais ,os impostos pagos pelo cidadão incauto e que se servem de produtos e serviços em Terra Brasilis. Tudo bem que todos queremos ter uma ideia de quanto vai para o ralo, mas exemplificar esse projeto com o imposto recolhido pela cachaça foi muito suspeito.

Outro exemplo, durante declaração do nobre José Stédile, se destacou pela incoerência e pela falta de bom senso. A declaração dizia respeito ao pleito de usuários de transportes coletivos contra os preços abusivos das passagens. Pasmem, meu amigo, minha amiga, os preços são altos porque não se tem passageiros. E não se tem passageiros porque o custo da passagem é alto.

Em resumo. VTNC.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics