sábado, fevereiro 26, 2011

Vá lá que o ex-presidente do Brasil era semi-analfabeto. Mas pelo menos ele tinha bastante experiência política adquirida nos obscuros caminhos até o "pudê".


A indicação do tiririca para a Comi$$ão de Educassão e Curtura da pocilga só pode ser sacanagem, e da grossa. É inimaginável esse estrupício legislar, ainda mais sobre educação. Este mentecapto é apenas isso, um grande mentecapto. Sua eleição foi uma bizarrice, assumir o cargo de dePUTadO federal foi um escárnio, mas colocá-lo nessa comissão só pode representar uma coisa, tem caroço nesse angu.

Afinal, o que faz a comi$$ão? Quanto representa os 20% em reais?

Não é piada. AQUI.

sexta-feira, fevereiro 18, 2011

E mais uma ano começa e o salário mínimo é reajustado. Não vou entrar no mérito financeiro do tema, se o mínimo deveria valer o máximo ou que tais.


O que me chamou a atenção, neste ano, é que o governo, de forma atrapalhada, atabalhoada, confusa mas correta em essência, apresentou uma proposta para que o valor deste salário referência siga determinados parâmetros. Que parâmetros? Sei lá, a variação do PIB, ou a variação percentual do percentual de comissão que os empreiteiros desse país levam, que se dane.

Com isso levantou-se uma grita na pocilga. Os porcos esbravejam que, sendo o salário corrigido por um parâmetro pré-definido, estariam desprestigiados como legi$ladore$.

Traduzindo: Não terão mais uma chance de trocar voto por benesses. Este é o real motivo.

terça-feira, fevereiro 15, 2011

Rio. A operação que foi desencadeada esta semana no Rio não deveria se chamar guilhotina. Deveria ser Operação Esquartejamento, ou Tiradentes.

Prêmio. O Planalto nomeou Jeter Ribeiro de Souza, envolvido na quebra do sigilo do caseiro Francenildo Costa, para assessorar a presidanta. Não sei o porquê do espanto, o mandante foi nomeado ministro da casa civil ué.


Malandragem agulha. O vereador Netinho de Paula (PC do B-SP) usou notas fiscais supostamente frias para justificar os gastos de seu gabinete. Deve ter aprendido esse truque nas fileiras comunistas.


Esperteza. O MP do Maranhão abriu investigação (ou inquérito ou o que seja) para investigar as bolsas de pesquisas daquele estado. Supostamente para pagar o salário de funcionários temporários. Adivinhem quem está envolvido?


Exemplo. Seria muito bom se as bandalheiras dos governos brasileiros pudessem ser combatidas como foram pelos egípcios. Mas não como foi feito no Irã. Quero ver na Itália, o Berlusconi está colado com super-bonder.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics