sexta-feira, fevereiro 18, 2011

E mais uma ano começa e o salário mínimo é reajustado. Não vou entrar no mérito financeiro do tema, se o mínimo deveria valer o máximo ou que tais.


O que me chamou a atenção, neste ano, é que o governo, de forma atrapalhada, atabalhoada, confusa mas correta em essência, apresentou uma proposta para que o valor deste salário referência siga determinados parâmetros. Que parâmetros? Sei lá, a variação do PIB, ou a variação percentual do percentual de comissão que os empreiteiros desse país levam, que se dane.

Com isso levantou-se uma grita na pocilga. Os porcos esbravejam que, sendo o salário corrigido por um parâmetro pré-definido, estariam desprestigiados como legi$ladore$.

Traduzindo: Não terão mais uma chance de trocar voto por benesses. Este é o real motivo.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics