terça-feira, novembro 08, 2011

As forças de repressão acabaram com o protesto infanto-juvenil na USP. A motivação do tal protesto me leva a pensar que as universidades brasileiras estão infiltradas por idiotas. E a comparação que um representante de comunicação com as massas ignaras do movimento fez do cumprimento da lei, em um estado democrático, lei esta criada por repre$entante$ do povo vagabundos, à repressão da época do regime militar é coisa de quem fumou maconha, muita maconha. Imagino eu que os mortos da ditadura devem estar se revirando em suas tumbas, onde quer que elas sejam, em agonia e raiva. São esses idiotas que são o futuro do Brasil? Isso é direito de protestar?

segunda-feira, outubro 31, 2011

Com a barulheira feita ao redor da doença de lula, muitos se manifestaram pedindo a ele que fosse se tratar pelo SUSto. O que seria muito justo.

Obviamente seus admiradores se indignaram se largaram um "recado" aos que, como eu, pagam impostos e não podem ter acesso ao Hospital Sírio-Libanês, nem à melhor equipe de oncologia do país.

Minha tréplica ao recado:

1) Ele pode pagar um tratamento melhor; Sim, pode, sabe-se lá com que recursos de campanha, mas pode, absolutamente.
2) Se VOCÊ estivesse com câncer iria procurar o melhor atendimento possível; Com certeza, mas somente aquele que será provido pelo meu plano de saúde e que não inclui o Hospital Sírio Libanês, muito menos a melhor equipe de oncologia do país.
3) Chorar sangue querendo que Lula vá pro SUS não vai melhorar a saúde do país; Não concordo, se ele sentir na pele o que é se foder numa fila do SUSto talvez, finalmente condoído, tenha a hombridade de aceitar que a saúde pública brasileira é uma merda. Não esquecendo que os que pagam planos de saúde também são muito mal atendidos
4) Se você tem plano de saúde, pare de dizer "Lula vá pro SUS", isso é coisa de RETARDADO; Tenho plano de saúde porque o SUS não vale nada. Só um IDIOTA RETARDADO SEM NOÇÃO acharia que, se a saúde pública brasileira fosse excelente (ou quase isso), alguém também pagaria por um plano de saúde privado..
5) Pra quem não sabe o SUS é referência no país pra um monte de especialidades (inclusive câncer e AIDS) ou seja, vocês estão falando merda atrás de merda. Referência em relação a quê? A morrer sem atendimento?
6) Quando SEU PAI ou SUA MÃE ou qualquer parente seu estiver doente, mande pro SUS. Se vocês gostam tanto assim de mártires, sejam um deles. Deus me livre querer o lula pra mártir, era só o que faltava e o Brasil não merece isso. Gostaria apenas que ele provasse o que é o atendimento feito à maioria dos mortais, incluso aqueles cujo plano de saúde não cobrem o Sírio Libanês nem a melhor equipe oncológica do país. (a idéia de um São Lula me fez rir pra caralho). E longe de mim ser mártir, tenho filha pra criar.

terça-feira, setembro 20, 2011

Eram 7, agora 6 candidatos ao cargo de ministro do tCU. Entre outras benesses, super-salários, aposentadoria integral, cargo vitalício, motoristas e acompanhantes de fino trato, os escolhidos para serem os fiscais do legislativo, melhor, da aplicação correta dos reCUrsos destinados às obras do governo, também desfrutam do poder magnânimo de acatar ou não as falcatruas de seus ex-pares. Sim, porque os ministros são, de forma geral, escolhidos no meio da súcia que infesta o planalto central. Não é estranho que os fiscais sejam ex-qualquer coisa do legislativo?

quinta-feira, setembro 15, 2011

"Meu governo será um governo técnico", diulma, antes de eleita. "Ministro é um cargo político", cândido VACArezza, esta semana, após questionado por que motivo o incompetente do, agora, ex-ministro do turismo fora escolhido para o cargo e quem seria seu substituto. E que se dane se o Brasil pudesse ganhar muito dinheiro com a indústria do turismo, a segunda maior do mundo. A razão é simples, a dinheirama toda seria pulverizada por quem trabalha e não cairia nas mãos de uma quadrilha de oportunistas, venais e fisiológicos, que se intitulam repre$entante$ do povo. Em tempo: o novo ministro do turismo afirmou, mesmo sendo do Partido Me Dei Bem e do estado do Maranhão, que sua escolha não tem nada a ver com a família do presidente do $enado. (ahahahahahahah)

quarta-feira, setembro 14, 2011

O ministro do turismo se aboletou no cargo e não larga o osso nem morto. Se não fosse trágico seria até engraçado esperá-lo "bater a caçuleta", como diz minha mãe.

A verdade é que o vício em usar dinheiro público em causa própria vem de longe. Eu achava que gastar dinheiro em uma suruba, a tal nota do motel, era apenas uma emoção de momento, por colocar as garras untuosas em tão suculento butim. Mas não me surpreendi quando denúncias pipocam associando o nosso dinheiro com mimos como governantas e motoristas particulares.

O ministério do turismo é, de fato, mais um dos muitos buracos negros, onde nosso suado dinheiro some em falcatruas, negociatas e putarias das mais medonhas.

Fica a pergunta: Se ele fez o que fez como dePUTadO, o que fez como ministro?

quinta-feira, setembro 01, 2011

A Casa Civil da Mãe Joana: Dirceu, Palocci, Diulma, Elenice... Em prol de uma governabilidade, leia-se "não me impichem", lula se abraçou com o que há de pior na política fisiológica e venal nacional. Agora, Diulma e o PT, estão tendo a real noção do que o PMDB e outros aliados oportunistas são capazes. O que é de se estranhar é que a presidanta sequer tem a coragem de colocar a caratonha para fora do Alvorada e, pelo menos, apontar o dedo na direção daqueles que estão querendo rapinar o país. Era de se esperar o conluio, não a covardia. A votação que absolveu a dePUTadA revelou um fato interessante. 260 e tantos admitiram que são bandidos, outros tantos, que votaram pela cassação, se esconderam atrás do voto secreto, não porque é um rito regimental, mas sim para não serem descobertos pelos primeiros. São todos uma canalhada. E, para piorar, com um senso de oportunidade ímpar, Diulma quer enfiar novamente a CPMF goela abaixo dos brasileiros e brasileiras. É tamanha a putaria que singra esses mares anis que dá até desânimo.

quinta-feira, agosto 18, 2011

Culminando uma sequência de empresas que se valem de trabalho escravo em sua cadeia produtiva, a Zara foi multada em R$ 1 milhão.

A empresa se defende dizendo que respeita as leis e que seus contratos possuem cláusulas contra este tipo de artimanha. Muito bacana da parte deles.

Mas, se eles tem noção do quanto custa seus insumos, não deveriam desconfiar do baixo custo apresentado pelos seus fornecedores picaretas? Ah, o custo é parelho com o mercado. Então o fornecedor além de picareta é esperto.

Se o contrato tem cláusulas punitivas, deveria, suponho eu, ser fiscalizado. cabe a questão: Se eles fiscalizam, fiscalizam como? Contratam uma empresa de consultoria pertencente há algum aspone do ministério do trabalho, ética e isenta, que ganhou sem trabalhar ou ganhou dos dois lados?

A vaidade e o rancor, dois dos pecados capitais, norteiam o relativo sucesso que as operações contra a corrupção tem obtido. Somente lobistas vaidosos utilizariam-se de regalias especiais para desfrutar da companhia de seus pares, pares na roubalheira. E o que tem de ex-tudo chutando o balde não está no mapa.

Pena que as virtudes não sejam a mola propulsora desta luta inglória, caso fossem tenho certeza que há muito teríamos reduzido o volume de dinheiro desviado nesse país.

segunda-feira, agosto 15, 2011

Lula sabe e ele ensina. Como tirar milhões da pobreza, através de seu novo e reluzente instituto.

"Primeiro você faz um Plano Real, depois com a economia estabilizada você cria um monte de programas com dinheiro do imposto dos otários que o pagam para ajudar os desassistidos", sapienciou ele.

Ele esquecerá de dizer que o povo tem que ter um mínimo de educação, oriunda de um programa político da oposição. Também esquecerá de dizer que os políticos venais terão que colaborar. Esquece ele que na África o inimigo é devorado ou morto ou currado.

Eu não preciso ser um ex-presidente, nem cobrar uma fortuna de "interessados" em participar de tão magnânimo projeto, para dizer o mesmo. Se alguém pagar meu "carnet" do meu possante tudo bem.

Viva o Brasil, líder e campeão de audiência.

sábado, julho 30, 2011

A cultura de "cotizar" qualquer coisa no Brasil está chegando ao ridículo. Ridículo e com potencial para desviar recursos. O que antes atingia somente o "bom" funcionamento do governo e o nível escolar nas universidades públicas agora se alastra. Um projeto de lei prevê que, pasmem, 10% das verbas publicitárias oficiais sejam distribuídas a jornais regionais, de bairro, jornais associativos (e imagino que sindicais também) e até blogs. Não pensem que é só daqueles projetos inúteis que nossos repre$entante$ costumam jogar na mídia para se promoverem. A coisa está encaminhada.

Não tem nada demais um ministro do supremo ser amigão de um advogado, que por sua vez pagou as despesas de viagem do referido ministro, que por sua vez julga processos onde o advogado defende uma das partes.

Não tem nada demais $enadore$, dePUTadO$ e familiares terem negócios com o governo.

E por último, apareceu um acólito da seita Palloci, o mago da multiplicação do capital, de geração de renda. O sujeito que matou, com seu porsche, uma advogada em São Paulo ganha R$ 1 mil por mês. Tem apartamento avaliado em R$ 800 mil e o tal bólido esportivo. Isso é mágica!!

sexta-feira, julho 22, 2011

Mais uma evidência evidente de que a casta político-judiciária-executiva, que está encastelada no "pudê", pensa que só existem eles nessas plagas.

O ministro Toffoli viajou, particularmente e, supostamente, à expensas próprias, como convidado do casamento de um "adevogado", que é o defensor em duas causas em que o ministro é relator. Não é estranho?

quinta-feira, julho 21, 2011

Muito se fala da dicotomia social que existe no Brasil. Aliás, dicotomia esta que motivou a inclusão de milhões de brasileiros na classe devedora de carnê, cheque especial, consignação e outras formas demoníacas de estourar nosso orçamento.

Mas estou divagando.

Quem acompanha como eu, de forma isenta, o noticiário político conclui que existem dois Brasis. No primeiro vivemos nós, assolados pelas obrigações e deveres de cidadãos e com poucos direitos garantidos, aliás, nenhum direito. O segundo Brasil é dos políticos. A desenvoltura com que eles tratam das venalidades e fisiologismos, dos trocas-trocas, da roubalheira é tal que parece que só essa raça existe no Brasil. E suas desculpas esfarrapadas, para justificar as bandalheiras, são puro deboche. Eles são os homens brancos. Nós somos os índios que nos satisfazemos com algumas quinquilharias que jogam em nossos pés.

Não é possível que a presidanta aguente isso sem ter um mínimo de vergonha.

Aao invés de se mobilizarem para acabar com essa distorção, o povo fica preocupado, e vociferando, a respeito de quem casa com quem e com quem dá o rabo pra quem.

VTNC.

quarta-feira, julho 13, 2011

Com o rolo no ministério dos transportes, e a embaraçosa saia-justa, resultado dos dois depoimentos do "em férias" Pagot, o que me salta aos olhos é a total incapacidade da presidanta em governar por meios próprios.

O que se viu ao final da palhaçada foi o "em férias" sendo adulado por $enadore$ e dePUTadOS. Todos felizes e faceiros. O significado disso tudo é que tem mais gente com o rabo preso do que se imagina e que, se abrirem o balaio, a penca de caranguejos que sairá será interminável.

E a presidanta será refém, da base "aliada" e de seus ímpetos. Sem contar, é claro, que foi desacatada por um subalterno.

Até quando?


terça-feira, julho 12, 2011

O Brasil é um país tão peculiar que até para implantar uma malha ferroviária, coisa que faz muito sentido considerando nossas dimensões continentais, segue-se por vias tortas. Não que um trem-bala entre São Paulo e Rio não seja necessário, mas sim a maneira com que este tipo de processo corre.

Todos os "players" dizem que o orçamento previsto é insuficiente. "Não há como construir um trem-bala por R$ 33 bilhões, só a comissão do ministério consome 20% do montante. A esperança é que os aditivos contratuais possam suprir a diferença, mesmo que seja acima dos 25% previstos em lei", disse um alto executivo do setor, que preferiu permanecer anônimo.

E assim caminha o Brasil. Ao invés de ferrovias/hidrovias levando nossa produção agrícola para os portos, temos estradas esburacadas e milhares de caminhões entupindo-as. Ao invés do trem-bala, teremos o trem-espoleta, que fará muito barulho por nada.

quarta-feira, julho 06, 2011

Para "espanto" do país, o filho do ministro dos transportes, que está no cargo há 8 anos, cresceu inacreditáveis 89.000%, repito por extenso, oitenta e nove MIL porcento, em 5 anos.

Não estou espantado. O referido ministro é amigo pessoal de lula, que como se sabe tem um filho que é um gênio da administração financeira e empresarial. O que me espanta é que só agora tudo isso venha à tona.

Historicamente o ministério dos transportes sempre foi uma fonte inesgotável de recursos. Desde que me entendo por gente ouço falar em falcatruas na pasta. Minha teoria, por só agora ter batido a merda no ventilador, é que o Partido Me Dei Bem quer avançar (ou recuperar a influência) sobre tamanha montanha de dinheiro.

O que não é possível é que caia a cópula do ministério, aspones pessoais inclusos, e o cabeção não seja rifado. Muito menos faz sentido que o próprio ministro seja responsável pela comissão que vai investigar e apurar a roubalheira.

A conferir.

Pesquisadores britânicos, no caso pesquisadoras, alertam para o uso de vibradores e outros acessórios para brincadeiras sexuais feitos de ftalato, grupo de compostos químicos derivados do ácido ftálico (não confundir com ácido fálico), utilizados como aditivos para deixar o plástico mais maleável.

O uso contínuo e indiscriminado pode causar. além do prazer para sua proprietária, danos no sistema endócrino, conjunto de glândulas que apresentam como atividade característica a produção de secreções denominadas hormônios, inclusive os hormônios ligados ao desejo e atividade sexuais.

Em resumo, quanto mais prazer se tem do brinquedo, menos prazer se terá.

Este é um alerta do serviço de utilidade púbica Jus Indignatus.

segunda-feira, julho 04, 2011

Ouvi na CBN, a rádio que toca notícia, que entra em vigor uma nova revisão na lei penal que modifica o tratamento para crimes leves. Crimes cuja pena sejam inferiores a 4 anos não terão mais o famoso pedido de prisão preventiva, esse escárnio com a sociedade brasileira.

Com isso a justissia irá ter menos trabalho, os processos serão agilizados (ahahahaha), as cadeias não ficarão cheias e outras vantagens.

Como sou obtuso, entendo também que isso vale para todos os crimes, inclusive os de colarinho branco.

Não acho que é certo prender preventivamente um sujeito que roubou uma galinha. A justissia deveria era ter vergonha na cara e julgar logo, punindo o infrator com penas sócio-educativas ou outra baboseira qualquer. O que não é certo é a lei ser branda com uns filhos da puta que se encastelam em gabinetes políticos e se valerão deste arrego para continuarem aprontando.

Intrigante: Não li uma linha disso na mídia. Só ouvi com esses ouvidos que a terra há de comer pelas beiradas.

quinta-feira, junho 16, 2011

Imagine o susto: pouco depois de saber que está grávida, uma mulher vai ao SUS, enfrentando dois ônibus lotados, para o primeiro ultrassom e descobre, depois de 6 horas para ser atendida, que espera três bebês, em vez de um. Assim foi para a faxineira e dona-de-casa Lindiomara da Silva e seu marido, o moto-boy Wellintonson Silva. Hugo Toso, nosso enVIADO especial ao mundo do entretenimento, se comoveu com a notícia e entrevistou-a.

HUGO TOSO – O que passou pela sua cabeça na hora em que soube que eram três?
LINDIOMARA – Fui para o consultório desesperada, meu marido tava trabalhando e não pode ir, então, sabe aquele momento de novela, em que a atriz bonitona comemora com o marido, e faz mil planos para a gravidez? Pois é, não rolo, tá ligado?. Mas logo no começo do ultrassom, o médico falou que eram gêmeos. Senti um aperto no coração, uma vontade de chorar e aí ele disse: “Peraí! Tem mais um!”. Aí fudeu. Foi um susto, porque já saí do consultório preocupada e com uma lista de restrições enormes.

HUGO TOSO – Quais, por exemplo?
LINDIOMARA – Em primeiro lugar, ficar de repouso absoluto. Não posso mais pegar condução cheia de jeito nenhum. E preciso um acompanhamento muito mais rigoroso: tenho que fazer ultrassom toda semana – se fosse uma gravidez comum, pelo SUS, uma só nos 9 meses já bastaria. O que é foda é que não vou poder trabalhar na faxina, como é que vou poder me sustentar? O médico fica olhando se eles todos estão crescendo no mesmo ritmo, mas não é ele que paga as minhas contas.

HUGO TOSO – E estão?
LINDIOMARA – Hoje fui de novo, depois de uma 4 horas na fila o médico disse que sim. Eles têm, cada um, 18 centímetros e 250 gramas. Estou com dezessete semanas de barriga.

HUGO TOSO – Quanto você engordou até o momento?
LINDIOMARA – Vinte e seis quilos. Estava com 68 e, agora, cheguei a .. a... perái, deixa eu fazer as contas...

HUGO TOSO - 94?
LINDIOMARA - É isso tudo? Ai meu Deus, ai Jesus Cristo. O Wellintonson vai me matar.

HUGO TOSO – Como é o dia a dia de uma gravidez de trigêmeos?
LINDIOMARA – No começo, vomitava os bofes. Mas agora eu tô legal, comendo tudo que passa pela frente que os bacuri precisa comer pra crescer né?. Meu corpo tá parecendo um balão (jura que são 94 quilos???), então é mais sofrido: o Wellintonson não olha mais pra eu como olhava antes e fica de olho comprido para as sirigaitas da rua, aquela cambada de vagabunda. O médico disse que meu útero cresceu em três meses o equivalente a seis, mas não sei o que ele quer dizer com isso, minha perereca está do mesmo jeito.

HUGO TOSO – Fez inseminação artificial ou algum tratamento para engravidar?
LINDIOMARA – Tá me estranhando, nego? E pobre precisa fazer isso aí? Sou mulher direita. E isso aí de tratar pra embuchar é coisa de rico, que tem aquela doença, como é? depressão. Meu Wellintonson comparece todo o dia, menos agora que eu estou de resguardo. Sinto uma falta...

HUGO TOSO - São meninos ou meninas?
LINDIOMARA - Meu médico disse que é impossível fazer em laboratório essa divisão de um embrião em três. Vão ser três meninos iguaizinhos.

HUGO TOSO – É verdade que sua sogra foi a uma loja e comprou doze berços?
LINDIOMARA – Aquela cobra? Duvide-o-dó. Ela deve ter falado isso pra aparecer pras amigas. Aquela coisa não tem onde cair morta, vive enchendo o ouvido do meu Wellintonson de estória e pedindo dinheiro pra cachaça. A gente mora em um barraco, seu moço. Não tem espaço nem pra um berço quanto mais pra 12. A gente está pendurado com um monte de dívida e nem consegue comprar a casa própria. Espero que o moço me ajude aí, espalhando essa notícia. Daí alguma alma caridosa se compadece de nóis.

HUGO TOSO – Tenha certeza que a notícia se espalha e se Deus quiser vai aparecer alguém pra ajudar. Depois que nascerem os três, pretende encerrar a fábrica?
LINDIOMARA – SE Deus quisesse mesmo ele tinha dado um bilhete premiado da mega pra nóis.

(Essa é uma peça de ficção, qualquer semelhança com fatos ou pessoas reais é uma mera e suposta coincidência)

terça-feira, junho 14, 2011

*mono-diálogo: homenagem a um antigo colega do Marista São José da Barão de Mesquita que soltou essa pérola em uma aula de português. Lembro o nome dele mas não sei se posso divulgar sem ser processado ahahaha

O troca-troca ministerial antes de ser obsceno é.. obsceno. Ideli foi nomeada para o ministério da pesca como prêmio de consolação, depois de ser vergonhosamente abandonada pelos seus mentores na corrida pelo governo catarinense (graças ao todo-poderoso). O sujeito que foi nomeado aspone na secretaria de relações institucionais o foi sei lá porquê motivo, mas imagino que também tenha sido algum consolo, sem trocadilhos.

Ideli no máximo entende de tainha, o sujeito não entende de nada.

Então, a pocilga nacional grunhia, indignada, atrás de sua lavagem. Estava então criado o impasse institucional. A cabeça do sujeito deveria ser servida em bandeja de prata, não se sabia quem seria a salomé. Mas a culpa não era dele, o coitado. Era da chefa.

Mas estou divagando. A realidade é que diulma, num gesto até que ousadamente inesperado, sentou a botina no rabo de lula e seus aliados, ignorou uma suposta indicação do zé dirceu e fez o tal troca-troca. Tirou um zero à esquerda de perto e trouxe um pitbull para perto. O sujeito, de quem continuo não recordando o nome, declarou, impávido colosso, em sua posse no ministério da pesca, que irá fomentar o crescimento das atividades dos pescadores artesanais e das empresas de pesca. Ou seja, de todos. Mas tenho certeza que quem vai se dar bem não é o artesão. Sem esquecer que a pesca industrial, como a conhecemos, irá acabar até 2050.

Já Ideli, em combinação com sua chefa, irá descarregar R$ 250 milhões em emendas para apaziguar os barrões. Em troca a súcia ignorará alguma votação importante para o país, que não me recordo.

Em resumo, colocaram as pessoas erradas, nos lugares errados, de novo.

quinta-feira, junho 09, 2011

Texto escrito segundo a norma culta, preconizada pelo ministério da educação e defendida, com unhas e dentes, pelo seu ministro, fernando hadDAd

Como era de se esperar os movimento grevista pipoca em todos os lugares. O raciocínio é bem lógico: se os porco da pocilga nacional pode chantagear ou achacar o governo, por que não as classe trabalhadora? Tem culpa eu?

Me chamou a atenção hoje declaração de um líder sindical da Infraero. Em primeiro lugar pela ignorância. Deve ser pré-requisito ser semi-analfabeto, o que é de se espantar em se tratando de uma estatal sofisticada como a Infraero. Apesar de ser um balcão de negócios, o sindicalismo merecia ter um nível melhor. Fico imaginando se não existe uma empresa terceirizada, que fornece esse tipo de profissional ao mercado. Em segundo lugar pela esperteza chula. O dito líder sindical defendia a idéia de que com a privatização as classe C e D seria alijadas dos aeroporto. A lógica obtusa e bisonha justificava que o empresário ganha dinheiro com o comércio nos aeroporto, e não com as tarifa. Quem viaja sabe que preço de aeroporto é um roubo, café espresso incluso. Nem por isso as classe C e D deixam de viajar.

Sou a favor de valorizar os profissional que são responsável pela melhoria na qualidade de vida do brasileiro. Mas completamente contra sanguessuga. Já bastam os que estão no planalto.

terça-feira, junho 07, 2011

Não tenho muito o que comemorar, quer dizer, gostaria muito que este blog morresse de inanição, pela falta absoluta de assunto onde manifestaria minha habitual indignação.

Mas, infelizmente, nosso governo e nossos políticos são pródigos e abastecem a mídia mentecapta de escândalos escandalosos. E o que é pior, fica por isso mesmo.

o tCU provou que uma licitação da Telebrás foi superfaturada. Ao invés de meter todo mundo na cadeia, recomendou gentilmente que os contratos fossem revistos e os preços adequados aos valores de mercado. Imagino que os ministros do tCU tenham raciocinado que assim seria mais fácil reaver o dinheiro desviado, ao invés de enviar o processo para engavetadores federais.

Por falar nisso, absolutamente ridícula a decisão do engavetador-mor federal. Nessa toada palocci será indicado ao prêmio Nobel de Economia. O intrigante é que ele conseguiu trazer para as finanças o milagre da multiplicação, originalmente criado por Jesus Cristo, sem pagamento dos devidos royalties. Talvez consiga até uma canonização.

E, por último, o futebol imita a vida política. Para bons entendedores isso basta. Primeiro os ingleses, agora noruegueses, quem será o próximo país a provar o que no Brasil não se prova?

Celebremos pois!! Evoé, baco!!

quarta-feira, junho 01, 2011

Isso que dá acobertar picaretas, ou magos da multiplicação do patrimônio, como queiram chamar o ministro. O dePUTadO infanto-juvenil está empurrando a presidanta contra a parede, no mau sentido, trocando o rabo do ministro pelo rabo dos pagadores de impostos GLS.

Não é possível que o plano do ex-presidente seja esse, incinerar a capacidade de articulação política de sua pupila, para voltar nos braços do povo, abobado e com baixa capacidade de discernimento, ao trono. Ou será?

Mas que foi uma bela manobra a da oposição venal, lá isso foi.

quinta-feira, maio 26, 2011

O governo não é refém da base de "apoio", esta entidade metafísica pragmática e covarde, da pocilga. Logo o que está havendo "é uma revisão do conteúdo do kit anti-homofobia, por não acharmos adequado neste momento" (resumo da desculpa esfarrapada de um ministro). Após a revisão, no dia de São Nunca, com a benção de todos os interessados (em que este kit não seja distribuído) iremos finalmente liberar, ou seja, nunca mesmo.

"A bancada evangélica radical está suspendendo todas as ações em andamento por entendermos que o governo está fazendo sua parte do acordo" (representante infanto-juvenil desta bancada em declaração à imprensa livre e isenta). Por ações em andamento há uma CPIzza de alguma coisa que não me lembro e a convocação do Midas da Multiplicação do Patrimônio, o mago Palocci.

E por último. Lula não é o articulador político branco ou vermelho ou pardo, como queiram, chamado às pressas para apagar os incêndios e acobertar picaretas. O presidente está apenas visitando uma colega, que é plenamente capaz de ser articuladora. Em tempo: Lula é EX-presidente.

sábado, maio 14, 2011

Temei infiéis e descrentes, o Brasil estará pronto para a copa de 2014. Vocês estarão?

quarta-feira, maio 11, 2011

Por dirigir pra cima e pra baixo no caótico, e sem esperança de solução, trânsito de Floripa, vou de rádio ligado. Na CBN, a rádio que toca notícia. Mas como toda a mídia, sou bombardeado pelos dejetos auditivos, produzidos por publicitários e marqueteiros, e que os meios de comunicação chamam de "reclames".

A VW do Brasil divulga o novo Jetta, um carro tão bom que qualquer destino, mesmo os ruins, são ótimos. "Adivinha onde vamos hoje? Pra escola! E depois? Pro dentista!". A mensagem subliminar é que educação e saúde bucal são péssimos destinos.

A Oi divulgando um plano de longa distância (o tal DDD) coloca um sujeito falando com outro sobre o que a mulher dele fez para divulgar o casamento da filha. O tom de deboche chega a ser irritante. A mensagem é: "Minha mulher é uma histérica psicopata".

Uma propaganda local aqui de Floripa também é sexista. Um sujeito chega numa roda de amigos de moto nova comprada em 48 meses (baita roubada). As condições favoráveis do financiamento fazem com que um dos "amigos" se anime a trocar não o carro, mas sim a mulher, pois a manutenção é cara demais.

Propaganda do Engov deveria vir com a mensagem final de que "se beber  não dirija", ou algo assim. É um incentivo a enfiar o pé na jaca em qualquer dia da semana "Por que no dia seguinte a vida não pode parar". Não sei como as autoridades (in)competentes não notaram isso.

O que me surpreende é que são peças publicitárias aprovadas pelos cliente. O que me leva a crer que a estupidez e falta de noção é generalizada.

O contraponto é a propaganda da Totvs. Muito bem feita e com uma mensagem positiva.

terça-feira, maio 10, 2011

Ouvindo a CBN, a rádio que toca notícia, tive o desprazer de ouvir uma reportagem sobre o posto volante do Procon de Santa Catarina. Não que um posto volante seja má idéia, não a é. O que me deixou indignado foi a declaração do prefeito da capital. Disse o ... mais ou menos assim: "O Procon é uma entidade coercitiva. Se todas as instituições seguissem a legislação (pausa, pausa, pausa) do consumidor, o Procon não teria razão para existir". Pois é, se os políticos venais e fisiológicos não metessem a mão descaradamente ou fossem em cana quando o fizessem, ninguém, muito menos as empresas, seriam tão ágeis em ludibriar o fisco, o consumidor e o escambau.


"Faça o que eu digo, não faça o que eu faço", provérbio austro-hungaro-asteca.

segunda-feira, maio 02, 2011

Tenho que reconhecer que tenho uma certa aversão a especialistas. Tive o desprazer de ler uma matéria no Terra onde um deles, Daniel Chaves, pesquisador do laboratório de estudos do tempo presente da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), tece alguns comentários esquisitos sobre a ação que culminou na eliminação de Osama Bin Laden.


O que o Paquistão menos quer nessa hora é ter qualquer relação com o ataque. Isso porque lá moram uma porrada de terroristas.


Jogar o corpo no mar, seja lá que ritual islâmico foi seguido (e pelo jeito não tem nenhum), impede que seja feita alguma tentativa de resgate do corpo. Ou então que a divulgação das imagens do "de cujos" saia como um tiro no pé dos EUA.


Jogar o corpo no mar também impede que seja criado um mausoléu de peregrinação, qualquer que seja o desvio mental que leve alguém a peregrinar na cova de um covarde filho da puta. Mas nesse ponto discordo. Acho que deveriam sim enterrá-lo, no deserto, longe das cidades. Quando junta-se um bando de "peregrinos" um míssil Tomahawk seria disparado explodindo a porra toda. Daí, um empreiteiro super-faturado re-construiria o local, aguardando por uma nova leva de simpatizantes retardados.


O especialista criticou a ação no que chamou de "falta de transparência do governo americano". "Ninguém sabia que aquilo estava sendo planejado", disse. Se entendi bem, quem deveria saber, sabia. Ou ele queria que o governo americano divulgasse que sabia onde estava o terrorista e que estava enviando uma força de ataque? Outro comentário deste exímio especialista "foi uma catástrofe de extrema insensibilidade". Se matar um perigoso terrorista, procurado por 10 anos, é considerado uma catástrofe, o atentado de 11 de setembro é o quê?


Não vou me alongar. Vou deixar o benefício da dúvida que o que o douto especialista disse foi, de sacanagem, colocado fora do contexto, prática comum na mídia mentecapta ávida por sensacionalismo. Mas na minha humilde e desqualificada opinião ele, como analista de política externa e terrorismo, é um ótimo comentarista de casamentos reais.

segunda-feira, abril 25, 2011

Um projeto de um dePUTadO gaúcho visa proibir o uso de expressões estrangeiras sem a devida explicação/tradução. O site do Terra, onde li a matéria, é uma bosta pois não permite que a conexão com a página da aranha mostre o título. Por isso essa explicação estapafúrdia para meus amigos do livro da cara e será a mesma que farei quando estiver com outros amigos na hora feliz. (Acho alguns estrangeirismos uma idiotice, a propósito, mas sou contra radicalizar).

O que me chamou a atenção foi a declaração profunda do informadíssimo e atualizado dePUTadO: "Agora, importar por submissão cultural? Já temos toda invasão cultural do cinema. E nem se vê mais cinema brasileiro. Poderíamos ver também mais cinema iraniano, francês, italiano." O sujeito está é desinformado em relação ao cinema brasileiro, talvez porque não goste de navegar na inter-rede. E cá entre nós, cinema iraniano, italiano e francês é chato para caraleos, bem coisa de pecebão metido a PIMBA.

Nunca lembro qual é a diferença de diet ou light. Mas sendo esta a única argumentação do excelentíssimo para defender seu projeto só posso dizer, lamentavelmente, go to hell!! (posso traduzir se quiserem)

terça-feira, abril 12, 2011

Hoje se comemoram os 50 anos de um feito histórico. Em 12/04/1961 subia, ao espaço sideral, o primeiro homem. Um russo, que imortalizou-se na poeira cósmica da história.

De lá para cá a humanidade enviou sondas aos mais obscuros buracos negros de nosso sistema solar. O homem pisou na lua, fato esse objeto de muitas especulações conspiratórias. E nesses 50 anos, o Brasil se juntou à corrida espacial. Também aos mais obscuros buracos enviamos nossos corações e mentes. A inflação foi à Júpiter , e voltou, pousando suavemente. O orçamento da União também o foi, mas esse continua sendo alimentado pelo combustível dos fósseis enterrados nos porões da pocilga nacional, sem previsão de retorno. Serviços públicos foram explodidos, na tentativa vã de levá-los também ao espaço, longe das vistas críticas da mídia golpista. A violência, em todas as esferas, alcançou Plutão, escapando ao controle gravitacional do Sol.

Mas o que é um feito realmente espetacular foi o envio da corrupção para os confins do universo. Em direção ao black hole original seguiu impávida e cada vez mais colossal. Talvez, um dia, a consigamos trazer de volta, ao nível da terra. Até lá, o controle da missão continuará sugando, como parasitas que são, os recursos inestimáveis desta nação abençoada por Deus e bonita por natureza.

Que beleza!!

sábado, abril 09, 2011

O CSI Tupiniquim, dada a extensão da tragédia, agiu rápido e prendeu dois suspeitos de, supostamente, terem vendido uma das armas do animal. A outra jamais saberemos.

O que me chamou a atenção foi o seguinte: "Passou pela cabeça o arrependimento, com certeza. Se soubesse que a arma era para isso jamais teria feito o negócio.". Se a arma tivesse sido usada em um latrocínio, onde a vítima fosse um pai ou mãe de família, ele estaria arrependido? Para que fim uma rama vendida por meios escusos seria usada?

Nesse ínterim, um monte de especialistas parasitas proferem obviedades, a torto e a direito, sobre desarmamento.

Vão tomar no meio do olho do cu.

quinta-feira, abril 07, 2011

Não tenho palavras para expressar minha revolta com o que aconteceu hoje, no Rio de Janeiro. Não é possível. E a nota de deboche nessa tragédia é ler que o $arney classificou o acontecido como ato terrorista e pediu maior segurança. Logo ele, representante de uma casta que está pouco se lixando para a lei e a ordem.

No final gostaria que os avançados CSI's tupiniquins dessem respostas para essas perguntas: Quem foi o maldito filho de uma puta que vendeu as armas, a munição e os carregadores? Ele agiu sozinho ou teve ajuda de alguém?

Espero que os deuses recebam as vítimas e confortem os seus familiares.

quarta-feira, abril 06, 2011

Tiririca tirou o bigode. Vai ver ele estava ficando tão parecido com o $arney que está tentando despistar. Mas quanto terá custado aos cofres púbicos esta visita ao "coiffeur"?

Cartões corporativos de novo em ação. Pelo jeito os gostos da nova presidanta são mais refinados que do antigo presidanto. Ou então é mais um tijolinho no movimento "Volta Lula".

Comissão da verdade. Os familiares dos desaparecidos merecem a resposta, isso é fato. Mas com a certeza que civis financiaram os torturadores, e muitos deles estão circulando com desenvoltura na pocilga, ou a comissão não vai apurar verdade nenhuma, ou a verdade será maquiada.

Eleições com o seu, o meu, o nosso dinheiro. Aprovada na comi$$ão de 20% da pocilga que trata do assunto agora vai para o lamaçal para votação. Sem fiscalizar rigorosamente, pois a fiscalização meia-boca não pega nada, tenho certeza que os desvios continuarão acontecendo. Agora, como ficam as doações privadas?

Orgia-gate. Berlusconni, quem diria, se deu bem. Até agora. Os italianos podem ter sangue quente mas são uns frouxos.

terça-feira, março 29, 2011

Li alhures que o falecido ex-presidente José Alencar era um "político que não se importava em tecer críticas à política de juros praticada pelo Banco Central durante o governo do qual fazia parte" (sic O Globo).

Se com isso eu receber uma linha que seja em qualquer lugar, eu também não me importo, e espero continuar não me importando por um longo tempo, em criticar a política de juros e a política dos amigos dos amigos. O que é estranho é que nenhuma outra política foi criticada, não que seja de conhecimento público. Não lembro de manifestações de repúdio ao mensalão. Entre outras coisas.

Não espero receber nenhum epitáfio magnífico quando passar desta para onde quer que seja meu destino.

Amém?

O mundo está um caos e desfia-se uma penca de manchetes absolutamente irrelevantes mas, de tão bizarras, notáveis.

- Mulher Melancia comemora aniversário com festa à fantasia.

- Anne Hathaway fazia massagens totalmente nua em hotel do Rio.

- Luan Santana é mordido pelo próprio cachorro.

- Chega ao fim o 14º casamento de Gretchen.

- Diana se entregou ao prazer onanista feminino 11 vezes.

Enquanto isso, nossos produtivos magistrados federais armam uma greve em prol de um aumento indecente e imoral em seus imorais e indecentes proventos.

terça-feira, março 22, 2011

“O todo-poderoso criou o céu, o diabo criou o inferno cristão e o Beto Carrero criou Raskapuska”, versículo encontrado em um dos evangelhos do mar morto.

Não tratarei aqui da guerra na Líbia. Ou do terremoto no Japão. Este escrito é um alerta aos pais e mães ávidos em proporcionar diversão aos seus pimpolhos.

Uma visita ao Beto Carrero pode ser uma surpresa, muitas vezes desagradável. A insistência em enfiar quantas pessoas couberem no parque transforma um dia de diversão numa visita à ante-sala do purgatório. Filas intermináveis combinadas com calor são realmente uma provação bíblica para qualquer ser humano. Mas nada supera o Raskapuska, atração para crianças pequenas que mistura calor, umidade, abafamento e uma música irritante capaz de enlouquecer o mais determinado são.

Por si só a fila já seria um convite a cair fora. Mas não, os pais não desistem. Envolvem-se na promessa de um passeio inesquecível. Esquecem-se eles que “inesquecível” vem tanto para o bem quanto para o mal. No compasso da canção “o que será, será...” (versão demoníaca original, não a versão idiotizada por Chico Buarque) os visitantes iniciam uma travessia singela. À bordo de uma canoa passam por diversos ambientes, repletos de bonecos semi-autômatos que representam diversas facetas do local onde repousam as almas perdidas de políticos e assassinos. A música não para, e as crianças extasiadas se encantam e os pais são assolados pelas piores e terríveis lembranças da infância: o bicho-papão, o lobo-mau, a bruxa malvada e tarefas do lar.

Em determinado momento pode-se ouvir os gritos insanos e súplicas aos deuses para que estes os livrem do tormentoso pesadelo. Somente surdos e cegos poderiam sobreviver à tão dura prova contra a determinação humana.

Não conheço um que tenha sobrevivido sem seqüelas graves. Não se iludam e acautelem-se pois atenciosos pais. O mal espreita nas mais inocentes brincadeiras.

(Texto escrito à pedido de minha filha Bárbara)


Minha homenagem ao Dia Mundial da Água... que o passarinho não bebe.
"Porque um gole vale mais que mil engovs", bêbado de Rayol.

quarta-feira, março 16, 2011

Na esteira da esperteza chula de Bruna Putistinha, que levantou, no mau sentido, R$ 4 milhões em renúncia fiscal para produzir o filme sobre seu manual profissionalizante "A escorpiã, ou como se tornar uma puta em 10 fáceis lições", Maria Bethânia, esse horrendo ser que habita a Bahia, conseguiu amealhar R$ 1,3 milhões.


Se ainda fosse para fazer um show, seguindo as regras da lei rouanet, ainda vá lá. Mas esse dinheiro suado do brasileiro é destinado para a criação de um blog. Sim, um blog, onde a sujeita irá desfiar sua voz de gosto duvidoso em performáticas representações de poemas e outras peças culturais. (AQUI).

Em tempos de contenção de gastos públicos e redução de propinas destinadas aos empreiteiros do PAC, destinar esse valor para este tipo de "expressão cultural" é um deboche. Coisa de algum fã cego, surdo, mudo e venal.

Se é assim eu também quero.

VTNODC.

quinta-feira, março 10, 2011

Não sou de baixar o sarrafo em não-políticos. Mas aqui em Floripa tem um programa de rádio e TV, sobre futebol. O que chama a atenção é um sujeito, Paulo Brito, cuja capacidade de proferir chavões, obviedades e frases feitas é impressionante. Transforma um programa que deveria ser sério (ok, meio sério, não se pode ser sério com futebol no Brasil) em ópera bufa. Pelo jeito tem quem goste. No meu caso ouço para dar risadas, melhor disparado que o extinto casseta e planeta.


"Filha zelosa, mãe dedicada, esposa amantíssima e com estabilidade financeira". Não se trata de Lady Di, ou de qualquer outra celebridade que luta em prol dos direitos humanos ou da igualdade social ou pelo fim das guerras. Estes epítetos foram escritos em nota do PMN, defendendo Jaqueline Roriz. Com certeza ela está batalhando pela estabilidade financeira, dela e dos bisnetos.

terça-feira, março 01, 2011

Um hospital, necessário à cidade de Floripa, está sendo processado pelo ministério púbico e corre o risco de embargo. Alega-se que está construído em área de manguezal. Pelo que vi, passo regularmente por lá, ele está construído em cima de um morro, às margens da SC-401. Caso não consiga provar que estão regulares com o meio ambiente, o hospital, o SOS Cárdio, será demolido.


O mesmo não vale para o Il Campanário, um monstrengo construído, na marra e objeto da "operação moeda verde" que não deu em nada, em área de preservação na praia do jurerê internacional, praia preferida pelos abastados, pilantras 171, traficantes e outras celebridades.

Se demolem um, demolam o outro.

Maiores informações AQUI.

sábado, fevereiro 26, 2011

Vá lá que o ex-presidente do Brasil era semi-analfabeto. Mas pelo menos ele tinha bastante experiência política adquirida nos obscuros caminhos até o "pudê".


A indicação do tiririca para a Comi$$ão de Educassão e Curtura da pocilga só pode ser sacanagem, e da grossa. É inimaginável esse estrupício legislar, ainda mais sobre educação. Este mentecapto é apenas isso, um grande mentecapto. Sua eleição foi uma bizarrice, assumir o cargo de dePUTadO federal foi um escárnio, mas colocá-lo nessa comissão só pode representar uma coisa, tem caroço nesse angu.

Afinal, o que faz a comi$$ão? Quanto representa os 20% em reais?

Não é piada. AQUI.

sexta-feira, fevereiro 18, 2011

E mais uma ano começa e o salário mínimo é reajustado. Não vou entrar no mérito financeiro do tema, se o mínimo deveria valer o máximo ou que tais.


O que me chamou a atenção, neste ano, é que o governo, de forma atrapalhada, atabalhoada, confusa mas correta em essência, apresentou uma proposta para que o valor deste salário referência siga determinados parâmetros. Que parâmetros? Sei lá, a variação do PIB, ou a variação percentual do percentual de comissão que os empreiteiros desse país levam, que se dane.

Com isso levantou-se uma grita na pocilga. Os porcos esbravejam que, sendo o salário corrigido por um parâmetro pré-definido, estariam desprestigiados como legi$ladore$.

Traduzindo: Não terão mais uma chance de trocar voto por benesses. Este é o real motivo.

terça-feira, fevereiro 15, 2011

Rio. A operação que foi desencadeada esta semana no Rio não deveria se chamar guilhotina. Deveria ser Operação Esquartejamento, ou Tiradentes.

Prêmio. O Planalto nomeou Jeter Ribeiro de Souza, envolvido na quebra do sigilo do caseiro Francenildo Costa, para assessorar a presidanta. Não sei o porquê do espanto, o mandante foi nomeado ministro da casa civil ué.


Malandragem agulha. O vereador Netinho de Paula (PC do B-SP) usou notas fiscais supostamente frias para justificar os gastos de seu gabinete. Deve ter aprendido esse truque nas fileiras comunistas.


Esperteza. O MP do Maranhão abriu investigação (ou inquérito ou o que seja) para investigar as bolsas de pesquisas daquele estado. Supostamente para pagar o salário de funcionários temporários. Adivinhem quem está envolvido?


Exemplo. Seria muito bom se as bandalheiras dos governos brasileiros pudessem ser combatidas como foram pelos egípcios. Mas não como foi feito no Irã. Quero ver na Itália, o Berlusconi está colado com super-bonder.

segunda-feira, janeiro 24, 2011

A mídia golpista, essa malvada entidade do mal que habita os corredores de Brasília, denunciou que, no primeiro loteamento do programa Minha casa, Minha vida, Seu problema, o comércio ilegal de apartamentos e abandono das unidades por falta de pagamento das prestações de R$ 50. (AQUI)

O governo deveria, mas não faz, fiscalizar esse programa com olhos de lince. Nada é mais tentador do que moleza pública em mãos ávidas e mentes ágeis. Para evitar problemas com a mídia golpista, o governo, por orientação desta figura ímpar que é a presidanta diulma, irá retomar os imóveis quando constatada a irregularidade. Muito justo.

O que me intrigou é o seguinte: "Boa parte dos moradores é beneficiário do Bolsa Família e não tem condições financeiras de pagar a parcela mínima de R$ 50."(sic O Estadão). Eu sou só um pobre blogueiro, mas se me lembro bem, bancos costumam fazer um cadastro previamente e só liberam crédito depois que o requerente prove sua capacidade de pagamento e venda sua alma ao diabo.

Isso não deveria ter sido identificado antes? Se os requerentes não tinham capacidade financeira, por que não promover o emprego, qualquer emprego, para que, ao invés de ficarem em casa subsistindo, os bolsa-família pudessem conseguir melhor sua renda e, de tabela, a capacidade de pagamento?

E o nosso imposto vai para o ralo.

domingo, janeiro 16, 2011

É impossível não rir (para não chorar). Pelo menos quando o apedeuta falava merda era possível entender e até, com esforço, traduzir.

Mas essa entrevista com diulma beira uma conversa com PIMBAS. Não diz nada com porra nenhuma e é intraduzível. Tentou parecer sensibilizada, só tentou.

Pelo jeito a incapacidade vai aparecer mais rápido do que se previa.

(fonte, Viomundo por Luiz Carlos Azenha)

sexta-feira, janeiro 14, 2011

No vídeo abaixo podem ver o que é a BR 101. Um caminhão meia-boca transporta 4 piscinas e vai sambando na rodovia, na maior. E não tem um fiscal/policial para dar uma dura.




Por falar em meia-boca, sai ano entra ano e as chuvas continuam a causar estrgaos no Brasil. Isso que o gedel algumacoisa tinha, quando ministro, uma bela soma para investir em prevenção de enchentes. Jogou 30% ou mais em salvador (o que não adiantou porra nenhuma), sendo que estados noatadamente vítimas das chuvas levaram menos de 1%, somados. Só que ninguém lembra que "seo" Cabral colocou o galho dentro quando isso aconteceu. Viva o Rio. Viva a esbórnia. Fodam-se os cidadãos. Se as vítimas meterem um processo daqueles, quem pagará a conta?

segunda-feira, janeiro 10, 2011

Paulo Coelha está desolada. Seus escritos nebulosos, que representam o que há de pior em esoterismo oportunista, foram proibidos e banidos no religiosamente democrático e bem resolvido Irã. Segundo informações, "nenhum livro que contenha o nome de Paulo Coelho terá mais autorização para ser publicado no Irã".

Segundo ela, proibir os livros só pode ser um mal-entendido.

Uma pena, pena mesmo, uma pena que não tenha sido banido do mundo inteiro. E ela tem que levantar as mãos ao altíssimo, por muito menos um certo Salman Rushdie foi declarado alvo.

sexta-feira, janeiro 07, 2011

Tenho planos, distantes e nebulosos, de viajar para o exterior. Estou providenciando meu passaporte, por via das dúvidas. Mas percebi que não preciso pagar R$ 156,07 por ele. Basta apenas me apresentar no Itamaraty, a casa da mãe joana e puteiro institucional. Afinal, sou bom pagador de impostos, não sonego e pago em dia, não cometo crimes, não compactuo com picaretagens. Sou um reconhecido representante da arte escrita brasileira. Sou também o psicógrafo oficial do maior mago esotérico oportunista da atualidade, além de competente prestador de serviços domésticos, comuns e incomuns.

Em resumo, sou importante para o Brasil. Mereço ter o meu passaporte diplomático. Mais do que os filhos do monarca eneadáctilo.

segunda-feira, janeiro 03, 2011

Sem ter nada melhor para fazer a nova ministra do (acho eu) novo cabide de companheiros, o ministério dos direitos humanos, quer passar a limpo a ditadura. Pediu, em seu discurso de posse, que a pocilga aprove a criação da comissão da verdade sobre os mortos e desaparecidos. Isso tudo para “promover a reconciliação nacional”(sic AQUI).

Vamos então às verdades. A primeira, ela está uns 20 anos atrasada. Outra verdade, não existe dissensão nacional, logo não há motivo algum para reconciliar o que não está em desarmonia. Mais uma verdade: Pelo volume financeiro das indenizações até agora ninguém está afim de reconciliar porra nenhuma, querem o seu na conta e fodam-se aqueles que não gostarem. E a última verdade, o nelson jobim vai carcar o rabo dela se quiser mexer nisso.

Sou a favor de enterrar seus mortos. É a única coisa a ser feita, o resto é marketing.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics