sexta-feira, dezembro 10, 2010

Eleições vem e vão e o povaréu não aprende. Promessa de político vale tanto quanto um quilo de bosta de mico-leão dourado. A saber, todo o maravilhoso cenário futurista do Brasil, pintado pela "dupra" lula-diulma, vai se congelar. Nada de obras faraônicas, nada de pressa, por que correr com obras importantes e necessárias se ainda temos 4 anos antes de uma re-eleição e ficarão bem melhor na foto se forem concluídas em 4 anos? (e que Deus Pai todo-poderoso e onipotente não deixe acontecer amém?)

Outra baboseira é o tal ministério "técnico". Só uma zêmula hermafrodita para acreditar que não haveria interferência política. A própria disputa pelos cargos já dava o tom da sanha assassina pelo butim. O que tem a trazer de bom ao país moreira franco? Tirando os benefícios à família $arney, o que fará de útil um sujeito de 80 anos ao turismo brasileiro que não seja viajar, semanalmente, para São Paulo para tratar de alguma doença, em um hospital de ponta, pago com nosso imposto?

E, por favor, vamos combinar. Nunca vi um presidente que está de saída dando pitaco no governo seguinte. Só prova que tem muito mais caroço nesse angu do que supõem nossa vã filosofia.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics