quarta-feira, dezembro 22, 2010


Já comentei aqui a relevância da indicação de um octogenário para ministro do turismo. Com todo o respeito à terceira idade, só posso entender essa indicação, que veio diretamente do buraco do inferno maranhense, como uma benesse que permitirá ao dito indicado trafegar, em céus de brigadeiro, entre São Paulo e São Luís quando precisar de tratamento para as trocentas mazelas que acometem um político longevo. (aliás, isso ainda vai virar tese esotérica).

Mas eu que pensava que esse luminar da gestão mundial era apenas um aspone inócuo e incompetente, me surpreendo e leio que o mesmo é um renomado sanguessuga, que incluiu, indevidamente, em suas despesas corriqueiras e pagas com nosso dinheiro, uma prova cabal de sua masculinidade pungente e que ainda dá no couro.

Ou apenas estava locupletando como todos.

Faltam ainda as notas fiscais referentes à meia tonelada de viagra.

A conferir.

Em tempo: A nota fiscal foi retirada do montante a ser ressarcido e as desculpas pelo engano aceitas.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics