sexta-feira, outubro 01, 2010

Continuo não entendendo o motivo que um sujeito, que espancou a ex-mulher e, supostamente espancou outra, continua muito bem obrigado na corrida pelo $enado. O pior que netinho, o sujeito, se arroga o direito de apontar o dedo contra a mídia golpista, essa malvada e culpada de todas as falcatruas e maracutaias que assolam a classe política e a classe de acesso, e dizer-se um "perseguido".

Quais são as mentiras apontadas por esse segmento incompreendido, pelos poderosos e aspirantes, chamado imprensa? Que elite é essa que trama tão urdida conspiração contra ele? A elite que não bate?

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics