segunda-feira, outubro 11, 2010

Estou surpreso que ainda tem gente que julgue que a disputa eleitoral, em curso, é ideológica. Só se a marca do banco onde se depositará o butim for uma entidade abstrata. O que está em jogo é: "Quem irá encher o rabo de dinheiro, mais rápido e de forma menos dolorosa para o contribuinte".

No quesito menos doloroso o PSDB, este partido anêmico e covarde, cujo único repre$entante que parece ter culhões é um mineiro, o que é bizarro, ganharia fácil. Eles são adeptos do "o que os olhos não vêm o coração nem o bolso sentem". São experts, ou pelo menos seus aliados o são, com mais de 200 anos de putarias e sacanagens nas costas. Já o PT é neófito. Eles querem é que se fodam todos, vão mamar e pronto. Sim, trouxeram mais gente da miséria para as classes consumidoras, são novos consumidores de produtos e serviços, que pagam impostos e assim aumentam o quinhão do governo. Só que este quinhão é direcionado aos desvios e maracutaias engendrados por lunáticos do partido e aliados nem tanto. Sem contar que colocaram, em cargos de confiança, uma pelegada que putaqueopariu. Mesmo que Serra ganhe, vai doer.

Nem dirceus da vida estão ness apor ideologia. Se fosse ideológico ele estaria no PSOL. Quer é o PhODER, esse néctar dos deuses dos infernos. E poder, meus caros leitores, é grana, muita grana.

Todos, sem exceção, roubam ou se omitem perante o roubo. O PT só faz de forma amadora e debochada, e ainda sai gritando pela esplanada dos ministérios "Alguém peidei, não sei quem fui!!!".

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics