sexta-feira, outubro 15, 2010

Leio agora a tal "carta de intenções", chamada de carta contra calúnias, que a candidata-marionete assinou e divulgou. Íntegra AQUI.

Nosso comentarista político, Glênio Gangorra, traduz:

PNDH3 - Não promoverá qualquer coisa que afronte a família, porém, qualquer coisa que o governo queira que signifiquem direitos humanos e que sirva como desculpas para revisar todas as leis, censurar toda a mídia, confiscar a propriedade privada e abolir a liberdade de expressão, é permitido e está valendo.

PLC 122 - É o projeto de lei que torna crime a discriminação contra idosos, deficientes e homossexuais. Ela pretende sancionar desde que não violem liberdades de crença, culto e expressão (garantidas pela constituição) e demais garantias constitucionais individuais existentes no Brasil. Salvo muito engano da minha parte este projeto foi aprovado pelo $enado mas ainda não foi sancionado pelo lula. E isso está rolando desde 2006.

Aborto - Ela é contra o aborto, lá pelas razões dela. E defende (uma palavra dúbia) a atual legislação que rege a matéria. Na verdade o aborto ser tratado nesse âmbito caracteriza mais uma aberração, na verdade uma armadilha pregada pelos ministros de cristo (esse coitado que deve se revolver na tumba cada vez que um pastor grita aleluia, Jesus, amém, dai-me o dízimo e rápido), em que essa disputa eleitoreira se tornou.

TCR - Ela tira o cu da reta quando se exime de propor alterações que tratem do aborto (acima), e outros temas concernentes à família e religião. Eximir é o verbo errado, considerando que quem propõem as besteiras que se tornam leis são nossos nobre$ congre$$i$ta$.

No fundo no fundo, ela falou falou e não disse muita coisa. Mas fico curioso em saber o que ela entende por "família".

Com a palavra os ativistas GLST e os éticos ministros de Cristo, esse coitado.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics