quinta-feira, agosto 26, 2010

O governo, ‎através de sua mais nova estatal, lançou o projeto "Sua bunda, minha banda". Trata-se de levar a banda larga onde nenhuma empresa jamais levou, bom pelo menos é o que diz no folheto. E até onde eu soube, as empresas de telefonia queriam participar, mas o governo precisava arrumar mais uma estatal para pendurar os "cumpanhêro". A banda considerada como mínima é de 512 kbps. Mas 512 kbps ser considerada banda larga é uma piada. O preço também, varia de R$ 15,00 a R$ 35,00. Por esse preço tenho certeza que as empresas de telefonia vão querer tirar uma casquinha.

E se o valor mínimo for para os tais impressionantes 512 Kbps, o preço não é diferente de uma operadora privada. Onde estará então o cunho social desta merda?

Enfim, hoje definiram as 100 primeiras cidades que serão agraciadas com essa baboseira. Isso se houver parceiros. "Eles tem total confiança que terão parceiros nessa empreitada, tipo parceria caracu", exaltou-se Hugo Toso, cabeleireiro e comentarista de entretenimento e fofoqueiro do Jus Indignatus.

É para isso que serve a Telebrás?

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics