quinta-feira, agosto 19, 2010

Como estamos, mais ou menos, acompanhando a maior safadeza brasileira, as eleições gerais, nada mais coerente do que tecer comentários, sérios e científicos, sobre esta que é a atividade relacional entre dois seres mais antiga do mundo, o sexo.

Procuramos um especialista na área, mas nenhum se dispôs a nos ajudar sem os devidos honorários. Convoquei então um conselho de guerra: Glênio Gangorra, Hugo Toso, Cabral Casseta, Puto Prestimoso, Heitor Caolho e H. Romeu Pinto. Todos especialistas em um aspecto da vida enquanto humana. Então, com a devida seriedade que o assunto merece, vamos aos mitos e as verdades:

- A impotência é um problema de homens mais velhos? Glênio Gangorra, 92 anos, responde: Como guerreiro da liberdade bolivariana eu nunca brochei. Mesmo sendo vítima da sanha assassina das forças de segurança da burguesia imperialista, nunca brochei. Isso é um mito. A verdade é que liberticidas reacionários, envolvidos com seus esquemas maquiavélicos capitalistas, são alvo desta doença, rara nas camadas trabalhadoras, desde a mais tenra idade.

- Masturbação provoca espinhas? Cabral Casseta, 39 anos, responde: É claro que sim, e também cresce cabelo na palma da mão. Mas não se desesperem, poderia ser bem pior, o pinto poderia cair. Puto Prestimoso, 47 anos, responde: O que devemos destacar é que a masturbação feminina, solitária ou em dupla, produz mulheres mais satisfeitas e senhoras dos seus limites imaginativos e criativos, e sem espinhas.

- Homens sentem dor se não fazem sexo regularmente? Hugo Toso, cabeleireiro, 41 anos, responde: Absolutamente não. Eles podem sentir uma dor cruciante nos ovos se estimulados além da conta mas sem conseguir realizar o ato, fora isso é mito.

- Sexo faz bem para o coração e a pele? Puto Prestimoso, 47 anos, responde: Há controvérias. Dizem as especialistas que um banho do esperma masculino rejuvenesce a pele do rosto. Porém, isso não é fato comprovado cientificamente, até porque não existem cremes hidratantes ou outros produtos estéticos à base de porra. No caso do coração, recomendo um extenso exame pois o mesmo pode falhar caso um senhor de idade sedentário, obeso e tabagista resolva encarar uma ninfeta de 20 e poucos anos e gostosa. Sem cuidados, é morte certa.

- O corpo muda após a primeira relação sexual? H. Romeu Pinto, 63 anos, responde: Se o cidadão e cidadã realizarem este ato sem a devida proteção está comprovado que o corpo da cidadã irá se modificar, inchando na altura do abdomen até parir.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics