terça-feira, agosto 03, 2010

No Estadão de hoje tem uma matéria política. Lá no meio dela surge um parágrafo: "Ah, sim, porque se o leitor ainda não realizou, realize: a partir de janeiro de 2011, assuma Dilma ou José Serra a Presidência da República, o estilo muda. Governar não será mais discursar."(sic)

Acho risível que cientistas políticos, e comentaristas obscenos, analisem apaixonadamente a conjuntura eleitoreira. Já era mais do que hora de se tocarem que política no Brasil é uma baita suruba de interesses escusos e mal intencionados.

Em 2011, assim como 2015, 2017, 2019 e por aí vai, governar não será porra nenhuma mais do que partilhar o butim, da pior forma possível, entre o partido vencedor, seus aliados e outros que porventura, ou por ventura, ajudaram na campanha. Na verdade não vai mudar xongas, a putaria continuará de vento em popa, os políticos, qualquer um, de qualquer partido, religião e time de futebol do coração, continuarão locupletando e a gente pagando a porra da conta.

VTNC os dois, Serra e Dilma.

Agradeço à Stella por ter publicado a nota que desencadeou este post.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics