quinta-feira, outubro 29, 2009

Eleições 2010. O termo usual para doadores eleitorais é financiadores de campanha. Financiar é entregar algo que será pago com juros, em prestações ou não. Muito estranho não?

Lei. O $enado, ou uma comi$$ão daquela casa maior de tolerância, aprovou mudanças na lei do inquilinato. Agora ficará mais fácil despejar o locatário inadimplente, preservando e dando mais segurança ao investimento do locador. Glênio Gangorra comenta: "Essa lei é mais do que bem-vinda, para aqueles que investiram milhões, da lavagem de dinheiro público desviado, em imóveis".

Merdosur. Se já não bastasse termos que aturar os argh-entinos nessa lambança delirante conhecida como Mercado Comum do Sul, periga que a chavezlandia venha a fazer parte desta merda. Valendo uma bala juquinha como Hugo, o chapolim colorado, irá querer cagar todas as regras.

Huguito. Por falar em Hugo, pelo que acompanhamos das eleições na américa latrina é usual a esquerda terrorista revolucionária tentar se abraçar numa presidência. Mas o motivo é bem menos nobre, nosso comentarista Glênio Gangorra, especialista expert e altamente skillizado em bolivarianismo abre o jogo: "O que há são tentativas contundentes de se dar bem no comando de um país. Os candidatos da esquerda radical apresentam um plano político aderente ao bolivarianismo, pregado por hugo, o vaidoso, que acredita mesmo que é uma referência na política mundial planetária. Estes candidatos então conseguem largos fundos de campanha, se perderem já embolsaram pelo menos os 20% regulamentares".

terça-feira, outubro 27, 2009

Eficiência. A polícia foi atrás do assassino do coordenador do AfroReagge. Será que trouxeram um coelho jurando que é um rato?

Moda. O funk dita a moda verão 2010. Ao invés de micro-shorts minúsculos e básicos a onda agora serão ultra-micro-vestidos. "Vamos poder sentar na boquinha da garrafa sem nada para atrapalhar. Vai entrar direto até o talo", declarou uma entusiasmada funkeira ao nosso enVIADO, Hugo Toso. Quando vejo que uma Valesca Popozuda vira referência, que não seja de putaria e sacanagem, é porque a coisa está indo realmente para o ralo.

Eleições. Miguel Temer, esse isento e imPolUTO membro da política suína nacional, disse que não vê nada demais, do ponto de vista societário-político-demagógico, que dilma, a preferida de Lula, faça campanha prévia. Mas fica reticente quando o assunto é jurídico-policial, área que 100% dos nobre$ repre$entante$ do povo tem aversão figadal. Glênio Gangorra comenta: "Do ponto de vista fiscal tudo bem, mas quando não há equilíbrio justo entre os candidatos ao pleito, deve-se apontar os culpados e prender os aspones de 3º escalão, que não alertaram o timoneiro que é ilegal fazer campanha antes da hora".

Eleições 2. Maluf está cotado a juntar forças com o PT paulista para fazer frente ao PSDB. Natural. Depois de Collor, $arney e Delfim, só faltava ele para os petistas puros se abraçarem e dizer que são amigos do peito desde criancinha.

Eleições 3. Por falar em dilma, dizer que está sofrendo preconceito por ser mulher é um absurdo. Somente uma ameba poderia considerar esse argumento como válido.

domingo, outubro 25, 2009

o TSE desafiou hackers a violarem as urnas eletrônicas, engenhoca desenvolvida para agilizar as eleições e absolutamente suspeita. "Quero ver alguém conseguir", esbravejou um ministro superior daquele tribunal tolerante à falhas.

Mas o que me chamou a atenção foi a malandragem. "Os hackers só poderão usar ferramentas de hackers que sejam legais, isto é, licenciadas e aprovadas pelo TSE", comentou um aspone, em off, ao nosso analistas cibernético Cabral Casseta.

Em resumo, jogam com a bola deles e se eles quiserem melam o jogo.

Queria ver se fosse com as ferramentas habituais, isto é, ilegais, como é a atividade de hacker.

Em tempo: "Pegamos todos, é inacreditável como eles foram tão burros", declarou um alto delegado da Polícia Federal, em off, depois de prender todos os hackers que se inscreveram no desafio.

quinta-feira, outubro 22, 2009

Realmente, apesar de seu "pragmatismo", o governo é muito amador. Não sei por que razão dos infernos o assunto mensalão voltou à baila. Primeiro paloffi jura que não sabia do esquema. E soube que dilma nega que houve mensalão. Ou supostamente eles ficaram de fora do esquema ou acreditam piamente que somos todos estúpidos. Voto na segunda opção.

Por falar em deboche. $arney disse, durante a crise, que o tempo seria o seu melhor companheiro. Passaram-se algumas semanas e o que aconteceu. Além da censura ao Estadão, nada. Caiu absolutamente no esquecimento. A memória é curta.

segunda-feira, outubro 19, 2009

O escritor e poeta Rodrigo Capella, autor de “Transroca, o navio proibido“, que será adaptado para o cinema pelo diretor Ricardo Zimmer, acaba de lançar o PodCast Virando a Página. Toda semana, o autor irá apresentar uma nova dica de livro. Para ouvir, acesse: http://virandoapagina.mypodcast.com/index.html

Siga-o no twitter em @Rodrigo_Capella

quinta-feira, outubro 15, 2009

Lula. O profeta das águas transpostas, disse que as obras do Pacote de Ajuda aos Companheiros não param por falta de dinheiro, mas por sim por culpa do tCU. "Temos sido auditados rigorosamente, não dava para aliviar só um pouquinho?", teria comentado um minisro, em off, ao nosso analista Glênio Gangorra. "Tem culpa eu se desviam 20% do orçamento sabe-se lá para que paraíso fiscal?", declarou enfática uma aspone do alto escalão ministerial. Pois é, tem culpa eu?

Medicina de ponta. Cirurgia de próstata realizada com robô causa mais impotência. "A potência punjante do 'device' robótico arromba o furiculo retro-anal, destruindo o câncer e os ovos do paciente", comentou um importante cientista do Hopkins Hospital ao nosso enVIADO Hugo Toso. VTNC!!!

Incoerência fiscal. "O cidadão paga o imposto hoje, se pagam a mais receberão a restituição nas calendas gregas", aspone da Receita, em off, comentando sobre a embarrigada na restituição do IRPF. E o ministro vai bem?

Bizarro. Magnata da Albânia quer comprar o Milan. Magnata na Albânia????

Eleições 2010. "Estrategista de Obama não nega assessoria à Dilma". E com que dinheiro irão pagar esse mimo? Na minha modesta opinião, nem Jesus Cristo consegue mudar a caratonha da mais antipática das mulheres que já tive o desprazer de esbarrar.

sexta-feira, outubro 09, 2009

Obama é o cara.

Apesar de nosso intrépido líder se achar o tal, não ganhou a láurea, mesmo atropelando a diplomacia acolhendo o ex-presidente hondurenho, mesmo com os fome zero e bolsas-esmola da vida. "Foi uma injustiça tremenda", resumiu um alto funcionário público encostado em uma diretoria de 3º escalão. "Nobel ficou em boas mãos ao ser dado a Obama", disse um mordido aspone palaciano.

Pelo que entendi Obama ganhou o Nobel pelas boas intenções pacifistas. De boas intenções o inferno está lotado até a tampa. Mas o que foi intrigante é que tal nomeação, honrosa, não foi aclamada em peso e gerou certa gritaria em alguns países da américa latrina, como mostra nosso analista especializado em políticas bolivarianas pacifistas, Glênio Gangorra:

"Huguito merecia por ter intermediado o resgate dos reféns colombianos", vociferou um puxa-saco palaciano da chavezlandia.

"Alto lá, quem merecia era Evil, por trazer a paz de espíritos aos indígenas da bolóvia", levantou-se, irado, um ministro boloviano.

"Mas puerra, quem merecia era o Thiago. Ele não reagiu quando atacaram o chefão das FARC, ele é da paz", protestou importante proctologista eCUatoriano.

"Vamos atrasar a devolução do imposto ao cidadão contribuinte que contribuiu involuntariamente", resumiu um alto aspone da receita Federal ao nosso comentarista Glênio Gangorra. Pagamos o imposto em dia, descontado na fonte, sem choro nem vela. Vem então o governo, esse poço sem fundo de gastança desenfreada, e diz: "Foda-se". O ministro dizer que o valor será remunerado pela Selic, que já é um fato, não alivia em nada. Ai daquele cidadão devedor se atrasar, será caçado como um animal, algemado e irá se explicar com a justissia.

Completando, a Receita está apertando o cerco ao contribuinte, classe média, que usa de subterfúgios para reduzir a mordida do leão. Como somos peqenos iremos sofrer amargamente. Se, ao contrário, tivessemos acesso aos "adevogados" da daslu, foda-se a receita.

quinta-feira, outubro 08, 2009

Você, cidadão temente à lei, não precisa mais se preocupar se quiser registrar sua arma. Uma iniciativa inédita da Polícia Federal permite que você, que ou acha a polícia "do mal" ou tem o rabo preso com algum delito mal-explicado, faça isso em qualquer agência dos Correios. "Dará maior tranquilidade ao cidadão, que não terá medo de receber voz de prisão. Ih, até rimou", comentou um porta-voz da PF que não quis se identificar.

O próximo convênio será com o Banco do Brasil e a Caixa.

quarta-feira, outubro 07, 2009

Política. O TSE negou a participação do Partido da Mulher Brasileira nas eleições 2010. Na proposta de estatuto do partido, se apresentaram como "um instrumento político legal para propor com abrangência uma discussão da causa do papel da mulher junto à sociedade brasileira, tanto pela sua natureza biológica, ideológica e doutrinária, como pela participação efetiva nos processos políticos e eleitorais" (sic). Nosso analista político, Glênio Gangorra, comenta: "É óbvio que a apresentação é falha. Se eu fosse o marketeiro diria: 'Um instrumento para práticas políticas ilegais, trazendo, para o âmbito do congresso, a discussão da partilha do butim público, de forma ponderada e igualitária, entre homens e mulheres, devendo às damas a parte do leão. A participação na comissão em projetos públicos não excederá os 20% regulamentares'. A falta de experiência nesse aspecto da política brasileira é que fodeu com os planos femininos".

Política 2. Um dos motivos, identificado por Glênio, para que o pleito não fosse aprovado foi a confusão causada pelo Partido dos Anões Albinos Mancos. Antes mesmo de iniciarem suas atividades houve uma cisão: os mancos da perna esquerda formaram uma dissidência comunista.

ENEM. Antes de ver o vídeo, onde fica demonstrada a peneira que era o consórcio responsável pelas provas, ouvi que só faltava a Liga da Justiça ajudar na segurança. Não entendo como é que uma licitação de R$ 100 milhões não tem uma auditoria contínua.

Disque 161. Floripa lançou o disque-denúncia para que o cidadão dedure as obras consideradas irregulares em áreas de preservação, risco etc. "Vamos demolir toda e qualquer obra irregular", esbravejou um enfezado fiscal da prefeitura. Fica a pergunta: Não vão demolir o "Il Campanário"? Deveria ser disque 171.

Rio 2016. Políticos e cartola$ estão em polvorosa. "Vamos encher o rabo de dinheiro", resumiu um importante cartola, em off, ao nosso comentarista esportivo Cabral Casseta. Movimentos do tipo transparência estão de olho. Como eles são meio ceguetas, assim como a justissia brasileña, não tenho dúvidas que vamos galgar um novo patamar no quesito "maracutais e afins".

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics