quinta-feira, novembro 05, 2009

Confronto 2. Só podemos tratar como bizarro a determinação da mesa diretora do $enado em encaminhar o assunto cassação de $enador PSDBista para o CCJ. "Vamos acatar a decisão do STF, duela a quien duela", disse o presidente daquela comissão de 20%. Porra, se vão acatar por que passar por esse vexame? Que objetivo maquiavélico existe por trás da desobediência? Se ficar por isso mesmo é a chancela na impunidade que o Brasil precisava.

Mensalão uai. O fogo das baterias está acertado contra o alvo. Já estava mais que na hora daquele $enador ser chutado da casa de tolerância maior. "Chega de queijo minas de jabá, queremos caviar", declarou um alto aspone ao nosso comentarista Glênio Gangorra.

Burrice. Chega ao fim a queda de braço entre o INPI e a ANVISA. E quem saiu perdendo fomos nós, cidadãos. O INPI, muito flexível e maleável, irá se responsabilizar pela concessão das patentes de remédios e isso tende a impedir que os laboratórios de genéricos possam produzir seus placebos, isto é, seus remédios "barratinhos" a preços pagáveis.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics