domingo, outubro 25, 2009

o TSE desafiou hackers a violarem as urnas eletrônicas, engenhoca desenvolvida para agilizar as eleições e absolutamente suspeita. "Quero ver alguém conseguir", esbravejou um ministro superior daquele tribunal tolerante à falhas.

Mas o que me chamou a atenção foi a malandragem. "Os hackers só poderão usar ferramentas de hackers que sejam legais, isto é, licenciadas e aprovadas pelo TSE", comentou um aspone, em off, ao nosso analistas cibernético Cabral Casseta.

Em resumo, jogam com a bola deles e se eles quiserem melam o jogo.

Queria ver se fosse com as ferramentas habituais, isto é, ilegais, como é a atividade de hacker.

Em tempo: "Pegamos todos, é inacreditável como eles foram tão burros", declarou um alto delegado da Polícia Federal, em off, depois de prender todos os hackers que se inscreveram no desafio.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics