quarta-feira, setembro 30, 2009

Apesar de apresentar todos os requisitos para não ser um ministro do supremo, Tofolli será aprovado pelos nobre$ $enadore$ membros do CCJ. Vale relembrar que: Ele é réu em um processo obscuro de uso indevido de dinheiro público, não tem mestrado nem doutorado, não passou em concursos para juiz, é muito próximo ao PT. Nosso comentarista político, Glênio Gangorra, colheu os seguintes depoimentos, sempre em off:

"Não queremos vetar um possível aliado no supremo. Vamos deixar o plenário sacaneá-lo", membro rígido daquela comissão de 20%.

"Se o presidente Lula não tem o ginásio por que deveria um ministro ter doutorado?", aspone palaciano.

"O que é um suposto desvio de meros R$ 420 mil? Nada. Aqui no $enado desviamos bilhões e fica por isso mesmo. Na verdade acreditamos que ele é um advogado extremamente honesto", $enador.

Em tempo: "Função do STF é impedir que a minoria fique no poder", afirma o candidato indicado. Pelo que vejo daqui só se for minoria honesta.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics