quarta-feira, julho 22, 2009

Sarney. Continuam a surgir caranguejos do seu balaio. "Não adianta mais tapar, o que precisamos agora é que o conselho de ética faça seu papel", comentou um aspone da casa maior de tolerância. Sabemos bem que papel é esse.

Gripe A. Vários casos de mortes foram constatadas depois do "de cujos" bater as botas. Não sei se sou paranóico e acho que todo petista é burro e incompetente por padrão, mas lembro que ouvi, em algum lugar, que o ministro da saúde, nãoseioque temporão, disse algo assim: "Não vamos gastar remédio até termos certeza que o caso precisa". Se o que ouvi é verdade, como é que vão combater essa gripe se só descobrem depois que o paciente morre???

Lei Rouanet. Como todo artista engajado, caetano veloso meteu a mão na renúncia fiscal, depois da intervenção do ministro da cultura, para financiar seu show, absolutamente viável comercialmente. E ficou puto porque criticaram. Só faltou dizer que "se todo mundo faz eu também posso". Se procurarem nesse blog irão ver quais são os requisitos para o incentivo, e um deles é a gratuidade e não sei se rolou "de grátis" um show desse pamonha. É caê ou caô?

Erro. Na pocilga e na casa maior de tolerância você pode matar, pode desviar, mas não pode mentir. Bizarro

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics