quarta-feira, abril 15, 2009

Fim do mundo. Assim é fácil se dar bem com celebridades. Gastar o dinheiro público para levar para passear é uma baita de uma esperteza chula. E só devolveu porque pegaram. Mas ainda não captei a idéia por trás de se levar a sogra junto. Fetiche?


Pulando a cerca. Mel Gibson, o ultra-conservador-tradicionalista ortodoxo cristão católico, que filmou a "Paixão de Cristo", quem diria, gostava de dar suas escapadas. Ele, que reza o terço todos os dias, acaba de trocar sua mulher, com quem era casado há 28 anos e com quem tinha 7 filhos, sendo o sétimo filho lobisomen, por uma russa gostosa de 24 anos.

Pedido. O diretor do do Museu Hermitage implora que Madonna, que se apresenta na Rússia em agosto, não cometa nenhum ato sacrílego durante o show. "Iremos permitir um mínimo para que o show faça sentido para o público russo", declarou um importante nababo da KGB, com exclusividade ao nosso enVIADO Hugo Toso. "Estão permitidos beijos homossexuais, simulações masturbatórias e gestos obscenos. Não permitiremos apenas o inglês", complementou.

Esperteza. "Manter o quadro, não os empregos". Essa é a interpretação em relação ao acordo que permitiu a criação da maior empresa de telefonia brasileira. "No que diz respeito à manutenção do quadro de pessoas no grupo, estão com crédito. Eles tem agora mais empregados do que antes", comentou um analista do setor.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics