terça-feira, março 24, 2009

Sorvete na testa. Que o Rio vive um estado de guerra ninguém duvida. Mas pérolas ditas, por quem deveria estar com as mangas arregaçadas, não ajudam em nada. O iluminado, sábio e profundo conhecedor da alma humana, e dublê de secretário de segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, culpou usuários de drogas pelas ações violentas do tráfico na capital. “É quem consome que paga isso. E na Zona Sul se paga pela droga. E se paga bem por ela”, declarou o luminar. É o mesmo que culpar uma bactéria por uma infecção. Ou um vírus por uma epidemia. Certas obviedades deveriam ser óbvias.

Tecnologia. Um cara que prefere twitar a comparecer, de forma bíblica, a suas responsabilidades em um relacionamento das duas uma: ou a mulher é chata pra caralho ou ele é viado. Né, Jennifer Aniston? Um pecado...

Choque. Uma peça, uma comédia na verdade, representada por José Wilker, em Curitiba, causou um tremendo mal-estar nos desavisados. Abraçado a uma cabra ele declarou seu amor incondicional pelo quadrúpede. Não entendi bem onde está a graça em assistir um menage a trois zoofílico.

Perdoar e ser perdoado. Jesus não é afro-brasileiro. Ele é petista. Só isso para explicar por que razão o PT está dando o outro bolso, digo, a outra face, para que Delúbio retorne às fileiras daquele ético e probo partido. "Cometemos um erro, depois de o expulsarmos descobrimos que ninguém tinha o skill necessário para fazer o que ele fazia", declarou um importante quadro, que preferiu se manter anônimo, ao nosso correspondente Glênio Gangorra. Explicado.

Apagão. Como antecipamos AQUI não há mais riscos de falta de energia elétrica. Informação confirmada pelo ONS AQUI.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics