sexta-feira, janeiro 16, 2009

O "empresário" foi absolvido da acusação de manter um prostíbulo. "Entendemos que o local era uma boate onde moças se encontravam com rapazes, que havia show, sauna e piscina, mas não tinha qualquer tipo de tóxico”, comentou em "off", com exclusividade para o Jus Indignatus, um importante aspone da justiça brasileira.

"O congresso nacional é a maior casa de tolerância existente no país, não é possível que uma simples casa de shows possa comparar-se", declarou outro aspone.

Graças a Deus Pai Todo-Poderoso Amém, pelo entendimento que sexo pago não é tóxico, apesar de causar dependência.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics