sexta-feira, janeiro 16, 2009





Como todo bom turista, em um dos meus dias de férias, fui ao famoso Beto Carrero World. Beto Careiro, digo, porque a coisa lá é de sangrar um cristão. Na verdade fui duas vezes. E entre uma e outra o sacana do parque aumentou em 33% o valor do estacionamento e em 10% o valor da entrada. E lá dentro tudo tabelado. Comer em buffet é o mesmo preço não importa se é peixe ou carne. E criança também paga, caro, sem dó nem piedade.

O parque é muito legal. A nova montanha-russa, a FireWhip, é de deixar o mais corajoso com a pulga atrás da orelha. Mas o abuso é espantoso.

O toque nostálgico é uma mensagem gravada do "de cujos" incentivando ao público voltar mais vezes. O "fiquem com Deus porque já estou com ele" é bizarro.

Mas tudo isso para dizer que encontrei por lá uma coisa intrigante. Apesar de 40 % do município de Penha ser de sua propriedade e todas as mensagens de preservação da natureza veiculadas, rodando de quadriciclo por lá encontrei muito entulho em um pedaço do caminho. E um puta de uma área repleta de carcaças enferrujando (que tentei representar aqui nas duas últimas fotos porque no dia estava sem máquina).

Do discurso à prática vai um bom pedaço.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics