domingo, dezembro 07, 2008

Depois do pó-de-mico e do pó-de-arroz, o pó-de-merda. Com o sol, que finalmente voltou a brilhar em Santa Catarina, a lama que restou das enchentes secou e virou poeira. Mas não uma poeira comum. A mistura com fossas e esgotos transformou algo incômodo em perigo real e imediato.

Recomenda-se o uso de máscaras e luvas, e lavar muito bem os alimentos.

Por falar nisso, o Vasco cair para a segundona só demonstra a justiça das coisas. Mas sou partidário da teoria que essa queda foi um complô engendrado para atingir Roberto Dinamite.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics