terça-feira, dezembro 02, 2008

O que fazer com os animais mortos? Os de pequeno porte devem ser ensacados e encaminhados para os aterros sanitários (se é que sobrou algum inteiro). Os animais de grande porte (vacas, bois, cavalos) deverão ser enterrados o mais rápido possível em valas com profundidade mínima de dois metros, cobertos com uma camada de cal e terra. Em caso de dúvidas, a Vigilância Sanitária do município deverá ser consultada.

Volta a chover aqui na região. Chuva vai e volta, mas intensa. Dá um temo São Pedro!!!

Algumas pessoas se questionam da lisura em depositar sua doação paras as vítimas da enchente em dinheiro. Essas contas são sujeitas à fiscalização especial, até onde eu sei. E numa situação dessas alguém deve estar com uma lupa apontada para as contas. Depositem sem susto, porque se algum desgraçado desviar vai ser linchado. E vai mesmo.

Como todo descrente na raça política, tenho minhas dúvidas se dinheiro depositado na conta das prefeituras atingidas terá o destino adequado e não será desviado para o bolso de algum oportunista. Sim, sou escroto.

240 famílias, em Itajaí, ainda estão nos abrigos. Perderam tudo e não tem para onde ir.

Fico imaginando na bosta de natal que as crianças vão ter. E também em como resolver isso. Sim, não é prioridade etc e tal. Mas a normalidade é importante para reduzir o impacto psicológico que uma catástrofe de tal magnitude produziu. O pior é entupir os meios de transporte com brinquedos quando alimentos e outros produtos são necessários. Até pensei numa alternativa, mas preciso burilar um pouco.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics