quinta-feira, novembro 20, 2008

Meu cérebro privilegiado não entende. Qual a razão de se anistiarem entidades pilantrópicas por MP? A quem serve?

Racismo. Se a lei aprovada pelos nobre$ dePUTadOS, que reserva 50% das vagas em universidades públicas para eméritos oriundos de escolas públicas, negros, pardos e índios, não necessariamente nessa ordem, não é uma violação direta da constituição, o que será? Também não entendo qual é a dificuldade em qualificar o acesso à universidade através de ensino público de qualidade. Ok, falta motivação, e pessoas esclarecidas com certeza verão a putaria que é a política venal brasileira, mas precisava serem assim tão óbvios? Restará aqueles que sacrificaram suas vidas para investirem em seus filhos morrerem na mão de espertalhões do ensino superior privado. triste.

Descaso, um ano, R$ 2 milhões, lixo. É esse o resumo do monumento ao Quilombo dos Palmares. E a presidente substituta (mas que porra é essa afinal?) balbuciar frases feitas e sem sentido, na frente das câmeras televisivas, não ajuda em nada.

Piratas somalis arrecadam milhões. Um país que não tem mais jeito desafia o mundo. Cabe ao mundo enfiar um supositório de napalm no rabo deles. E que se fodam os direitos humanos.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics