sexta-feira, setembro 05, 2008

Recebi da Lucy, do blog Hippos, esse conselho. Como vivemos em um país onde ética e cidadania são varridos para o esgoto e espertalhões pululam em todas as esferas, vale o alerta.

Sempre que estiver envolvido em um acidente de trânsito com um motoqueiro, registre o BO (Boletim de Ocorrência), independente de culpa. Têm ocorrido fatos em que o motoqueiro é o culpado e tenta fazer um acordo no local.

Diz que está bem e não necessita de socorro médico, mas depois, ele vai a um distrito policial, registra o BO e alega que o veículo fugiu sem prestar socorro, cobrando, depois, na justiça, os dias que ficou sem trabalhar (lucros cessantes), conserto da moto e etc... Na maioria dos casos, as testemunhas do motoqueiro são outros motoqueiros.

Caso ele mova uma ação judicial, ele terá documentos oficiais e testemunhas e você não terá defesa alguma. Isso é fato, pois está ocorrendo com freqüência, portanto não entre na conversa do motoqueiro, que diz não ter acontecido nada.

Informou o serviço de Utilidade Pública Jus Indignatus.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics