sexta-feira, setembro 19, 2008

O mundo capitalista mundial da Terra do século XXI é realmente assombroso. O banqueiro "olho grande" empresta muita grana, a juros escorchantes, sabe-se lá por que razão, para sujeitos notoriamente caloteiros e sem crédito na praça. Obviamente não recebe. O feliz investidor "olhos muito grandes", que "acreditou" que um fundo de investimento, que paga rendimentos acima do mercado, lastreado por papéis dessas operações, é seguro, paga a conta. Opa, não só o investidor, no mundo capitalista globalizado de esquerda quem paga realmente a conta é, como sempre, o contribuinte, é a velhinha de Tucksonville que guardou a vida toda suas economias em um colchão e nunca, jamais e em tempo algum comprou a prazo nem sabe o nome de um banco.

Nesse cenário bizarro o público cobre a conta do privado em prol de uma suposta segurança do sistema. Mas que raios de segurança é essa que privilegia operações completamente arriscadas?

E isso se espalha pelo mundo como sarna.

Não é uma maravilha?

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics