domingo, setembro 07, 2008

Participei como congressista na CONAREC-2008. O último painel teve a participação de presidentes de empresas que contaram sobre como criaram suas marcas. Um painel ninja. Cada um deles aproveitou a oportunidade para vender seu peixe.

O preocupante foi a abordagem do presidente da CVC. Teceu loas à Florianópolis, alardeando ser um dos principais destinos turísticos do país por sua segurança, belas praias etc. Cabe a mim, como morador da região, fazer algumas considerações. Não há balas perdidas no volume do Rio de Janeiro, por exemplo, mas existem algumas. O número de assassinatos cresceu assustadoramente, isto é, aumentou pra caralho. As praias são realmente lindas, mas a especulação imobiliária e destruição da natureza, principal atrativo, compromete a suposta beleza. A "Operação Moeda Verde", a compra de licenças ambientais fajutas, pelos empresários desmonta a idéia do amor à ilha. E falta luz e água, no verão, nos principais balneários. Sem contar que não existe saneamento, a transformação da Lagoa da Conceição em esgoto está aí para provar. E não rola a grana que acham. No quesito salarial estamos bem abaixo do que se pensa.

Sim, não tem o trânsito infernal dos grandes centros, apesar de haver controvérsias. Mas se ausência de trânsito é sinônimo de qualidade de vida, a cidade de Curralinhos, no Piauí, é a melhor cidade do mundo para se morar.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics