sábado, julho 19, 2008


Vi o texto desta blogagem no blog da Pat Haddad, o S.O.B.R.E.T.U.D.O e achei interessante.

Se eu fosse escrever sobre uma blogagem política seria mais ou menos assim: Supostamente estamos sendo gerenciados por uma canalha de sanguessugas. Historicamente o Brasil sempre foi alvo de espertalhões que se instalam em todos os níveis da administração pública. Isso remonta à Cabral e se fortaleceu com a chegada de D. João VI, em 1808, que criou o Banco do Brasil para financiar seus gastos, em troca da distribuição de títulos de nobreza.

Muitos dos que hoje arrotam sangue azul eram traficantes de escravos ou donos de terras, que molhavam a mão dos oficiais do governo para conseguir uma "ajudinha". O povo que se fodesse. Com a chegada do PT, e de uma grossa de incompetentes espertalhões ao poder, o "povo" achou que iria conseguir um nebuloso "resgate histórico". Sim, os que se instalaram nos tronos do planalto estão resgatando suas contas bancárias, jogando na cara de todos as mais primárias operações fraudulentas. Mas, com a sagacidade que é nata aos malandros, comprou o legislativo. Então ficou tudo em casa. Não tem um filho da puta nesse país, que se arvora o título de repre$entante do povo, que não tenha o rabo preso. O fisiologismo escancarado está aí para provar. Completando o quadro negro, a casta empresarial, incluindo-se aí os banqueiros, se esbaldam em lucros imorais e irão continuar apoiando essa situação até o inferno congelar.

Em resumo, se alguém não fizer algo para mudar a estrutura ética desse país podem esperar sentados e espernear à vontade. $enadore$, dePUTadOS e aspones agradecem.

Em tempo: Na minha religião sabe-se que existe uma contra-partida. A justiça divina é cruel e esmagadora.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics