segunda-feira, junho 09, 2008

É um pássaro? É um avião? É o super-homem? Não, é um carro que foi multado por passar em um radar a módicos 880 quilômetros por hora. Que o sujeito tenha excedido a velocidade. Que sejam 88 quilômetros. Até aí tudo bem.

Mas alguém negar recurso pela falha do processo do Detran e obrigar o cidadão, pagador de impostos, taxas, contribuições e afins, a desembolsar R$ 127,69 é muita sacanagem. Enquanto isso, aqueles que desviam milhões são liberados no dia seguinte às operações pirotécnicas.

Viva o Brasil. Na imagem abaixo o bólido esportivo último tipo multado pelos sagazes radares brasileiros.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics