quarta-feira, junho 11, 2008

"Não amole", é como está sendo chamada a lista, que a pocilga brasiliense aprovou, para permitir que assinantes das operadoras de telefonia sejam excluídos da ação do telemarketing ativo.

O telemarketing, tanto ativo como receptivo, é importante na geração de empregos. São mais de 1 milhão de trabalhadores, muitos deles em seu primeiro emprego, que exercem atividades nesse setor. A idéia da lista "do not call" nasceu nos Estados Unidos onde 85 milhões de linhas estão cadastradas. Como aqui se importa qualquer idéia idiota lá de fora, ao invés de criar uma lei que equilibre a relação entre as partes, abraçam a exclusão pura e simples. Não podemos esquecer que não se usa o telemarketing ativo apenas para vendas. Um dos maiores alvos dos agentes são devedores, cujo número cresceu, na mesma proporção que a liberação de crédito.

E uma das principais formas de negociar a dívida é o telefone. Não seria mais um estímulo ao calote?

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics