sexta-feira, maio 30, 2008

Não sei porque razão dos demônios estou no mailing do sindicato dos profissionais de sexo. Sou prestimoso, mas o puto não é sindicalizado nem compactua com putarias que não sejam na cama, mesa, banheiro e afins.

Recebi deles um email, onde esperneiam contra a organização da parada gay e contra a PM de São Paulo, dizendo que, a "A CONLUTAS vai acionar na justiça a APOGLBT e a Polícia. Convocamos todas as organizações populares e democráticas a manter o repúdio ao veto e à violência de que nossa entidade foi vítima. A CONLUTAS chama todos à luta contra o monopólio privado, ilegítimo e ilegal, que a APOGLBT impõe sobre as manifestações da Parada do Orgulho Gay." O email é longo, e conclui, "Não é legítimo, nem legal que uma ONG tenha o monopólio e privatize manifestações públicas contra a homofobia."(sic)

Acho intrigante que entidades democráticas se aliem a esse tipo de instituição (Conlutas). Acho bizarro uma entidade política espernear contra uma parada gay. Tudo bem que política é uma baita sacanagem, mas a luta contra a homofobia passa também pela luta contra a promiscuidade.

Cada um sabe onde dói o fiofó.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics