quarta-feira, maio 28, 2008

Apesar dos recordes de arrecadação de impostos, o (des)governo, macomunado com a pocilga, articula a volta do imposto sobre o cheque. Repaginado, se chamará CSS - Contribuição Safada para Sacanagens. Líderes e sumidades declaram seu desconforto em votar uma matéria dessa natureza (o que siginifica que ainda não há consenso em quanto será o jabá para sua aprovação). Afinal, o governo concedeu benesses como anistia fiscal, incentivos tributários e que tais. Uma incoerência que é a coerência do governo Lula. Imagino o quanto vai ser a conta para aprovar essa bizarrice.

Retomado, no STF, o julgamento(?) sobre o uso de células-tronco. Vamos ficar na torcida para sua aprovação. (quase aposto que algum luminar daquele tribunal irá pedir vistas, de novo).

Ainda sobre a CSS. Não sou contra esse tipo de contribuição, desde que bem aplicada e com uma alíquota tipo 0,01% (só para sacanear as lavanderias). Duvido que, com a extinção da CPMF, algum empresário, privado ou público, tenha reduzido os tais 5% (ou 2%) que este imposto representava nos seus preços. Até onde eu sei os preços só subiram.

Depois do MST, sem terra e sem teto, agora inaugura-se o MSP. Acreditando no papo do tal resgate histórico, índios, com uma mãozinha do ministro do meio-ambiente, querem áreas maiores.

Já que estamos no campo porno-erótico, Luiza Brunet comemorou seu aniversário de 46 anos com um selinho em Adriane Galisteu. Selinho? (imagem do Terra, e eu não vi isso ao vivo...)



Em tempo: Não percam a segunda parte do Kama Sutra Esotérico Oportunista no blog do mago Heitor Caolho.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics