segunda-feira, abril 14, 2008

O Banco Mundial e o FMI estão muito preocupados com a inflação dos alimentos no mundo todo. Apontam o plantio indiscriminado de lavouras para transformação em bio-combustíveis como o principal ofensor. Já disse aqui outras vezes. Plantar combustível ao invés de comida é bizarro.

Daí leio essa declaração do relator especial da ONU para o Direito à Alimentação: "A produção em massa de biocombustíveis representa um crime contra a humanidade por seu impacto nos preços mundiais dos alimentos".

E o nosso intrépido líder vai no púlpito holandês e diz, sem ficar corado, que a inflação dos alimentos é causada pela compra de comida por uma parcela maior da população, o que foi contestado pelo primeiro-ministro de lá. Uma declaração infeliz, dentre tantas que costuma proferir.

Estima-se que 100 milhões de pessoas ppoderão entrar na zona de rebaixamento alimentar. Quase um Brasil.

E agora Luís Ignorácio?

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics