domingo, abril 20, 2008

Eu sou uma besta. Casos policiais atraem mais audiência. Eu achava que era o contrário, que a mídia sanguinária era a responsável por transformar a população em consumidores de porcarias. Mas, acompanhando o caso Isabella, percebi que nosso bravo povo brasileiro gosta mesmo é de sangue, e consome, ávido, qualquer babaquice nessa linha que se produza. Fofoca e baixaria, assim caminha a humanidade.

O Paraguai, esse país falsificado, vai às urnas. Irão eleger um presidente, falsificado, para comandar um país de falsificadores, contrabandistas e afins. Como há o dedo do pequeno fidel no meio, aguardem complicações para Itaipu.

40% dos que nascem no Brasil não foram planejados. Mandem a conta para o Papa.

O Brasil é um país rico e com ótimas estradas e vias públicas, só isso para justificar a importação de uma unidade do esportivo Zonda F, que custa a bagatela de R$ 4 milhões (imaginem o IPVA mais ou menos R$ 200 mil). A previsão é de importar uma a duas unidades por ano. Ê Brasilzão.

Lula diz que álcool dos EUA à base de milho é "equívoco". "Aquele tal de Jack Daniel's é uma porcaria 'imbebível'. O bom mesmo é '51'", teria dito, inconformado.

Sobre a mobilização indígena em Brasília, a capital da esperança (esperando herança) e o "dia do índio": "Quanto maior a reparação "histórica" da colonização portuguesa, maior será a área disponível para a rapinagem, comandada por espertalhões de todas as tribos, índios ou não".

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics