sábado, abril 19, 2008


Trinta e dois dias após a morte do médico Carlos Alberto Peres Miranda, executado a tiros na Tijuca, bairro do Rio de Janeiro, a 19ª DP concluiu a investigação. Supostamente o mandante é o deputado estadual Geraldo Moreira (PMN). Ironicamente, integrante da Comissão de Direitos Humanos da Alerj.

E o mais curioso: Ele supostamente teria um suposto "Centro de Defesa do Direitos Humanos Geraldo Moreira" onde tem um suposto cartaz enorme (imagem acima, fonte "O Dia") com o retratão dele de um lado e do outro a seguinte pérola:"O ser humano em primeiro lugar".

Os dizeres devem estar errados. Deveria ser assim: "O ser humano em primeiro lugar, matem os animais por último!"

contribuição de meu brother Robinson Rayol.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics