sábado, abril 05, 2008

Depois da Bolóvia, na figura de seu maquiavélico presidente Evil Imorales, enrabar o Brasil, chega a hora do Equador.

Supostamente a transferência de ações da Petrobrás para uma empresa japonesa, a Teikoku Oil, em 2005, não seguiu o rito legal e aquele país, comandado por Tiago Lacerda, pretende tomar o controle sobre os bens da empresa brasileira.

Não é intrigante a relação do Brasil com o mundo bolivariano?

A conferir.

Em tempo
: Como todo país recalcado, a bolóvia esperneia contra o novo filme do 007, "Quantum of Solace" (007 - Nunca é pó demais para cheirar). Alegam que estigmatizam os cidadãos bolovianos ao personificarem-nos como traficantes, combatidos pelo incansável agente inglês imperialista. "Por que não usaram colombianos ou venezuelanos?", estrilou o vice-ministro de Cultura, Pablo Groux.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics