quarta-feira, março 12, 2008

Após a pressão dos governadores e um novo acordo sobre a lei Kandir com a base aliada, a oposição desiste de obstrução e aceita votar orçamento 2008.

Leia-se: os benefícios pessoais e eleitoreiros, advindos da aprovação do orçamento, sobrepõem-se a qualquer ação política de recuperação ética dos membros da pocilga.

E viva a putaria.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics