quinta-feira, fevereiro 21, 2008

180 países fazem parte da OIT. Apenas 38 assinaram a convenção onde, entre outras coisas, impede a demissão sem justa causa. Curiosamente são todos países sub-desenvolvidos. Funcionará assim, se o empregador for demitir sem justa causa terá que justificar, por escrito, a razão. O empregado demitido pode ou não concordar. E se não concordar entra com um processo contra o empregador. Uma medida brilhante e sagaz. O apedeuta acredita que essa medida irá beneficiar a contratação. Os sindicalistas estão molhadinhos. O que vai acontecer se esta bizarrice passar na pocilga: empregados serão demitidos antes da entrada em vigor; as empresas irão contratar, sempre que possível, pessoas jurídicas; os que não puderem ser contratados neste regime terão que ser super-qualificados, para perpetuar a relação trabalhista; e, com a migração para a condição de PJ, a arrecadação com IR deve sentir um decréscimo. Simples para caraleo. (sim, medida populista que não vai passar mas deixa o Lula com cara de Getúlio).

Maluf terá que devolver R$ 700 milhões (de um total de R$ 4,3 bilhões), por conta da antiga Paulipetro. Moleza. (não é interessante como esse país é próspero e U$ 1 milhão parece troco?).

Uma estudante de física, indo para um congresso na Europa, foi impedida de continuar a viagem ao pousar em Madri, perdeu a oportunidade de apresentar seu trabalho e ficou 3 dias retida no aeroporto. Mesmo com todas as provas foi tratada como se fosse imigrante ilegal, que na espanha é associado com putas. Um exemplo a ser abordado na blogagem da Meiroca e da Lys. (uma filha-da-putice, vou começar a perguntar às espanholas que conhecer quanto custa o programa).

"Viadagem provoca terremoto". Não entendeu? leia AQUI. (essa foi a mais bizarra de ontem).

Está no ar o nono episódio da saga inter-galáctica "National Kid e as ninfas de Urânus". Não percam!! Leiam AQUI, no A Casseta do Cabral.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics