sábado, fevereiro 09, 2008

Um pensamento intrigante se abateu sobre minha mente inquieta (poético, muito poético). Pelo que me lembro, quando sacamos grana com cartão de crédito, na verdade é como se emprestassemos esse dinheiro, tipo CDC. Até onde eu sei, banqueiro não é tão gente fina para isentar seus clientes dos juros. Alguém aí sabe quanto de juros foram pagos por conta dessa farra?

-------------------

Leiam AQUI o sétimo e intrigante capítulo da saga intergaláctica "National Kid e as ninfas de Urânus". Divirtam-se.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics