quarta-feira, janeiro 09, 2008


Assim como nos movimentos sísmicos, a terra treme no hemisfério sul, no verão. A foto acima ilustra mais uma das, inúmeras, reportagens sobre o calor em Florianópolis. Sempre com uma gostosa de costas, razão pela qual, imagino, a cidade está cheia pra cacete.

O que não divulgam, curiosamente, é que falta água no norte da ilha inteira, o que levou a Casan, a incompetente empresa pública de saneamento do estado, a baixar uma série de normas para combater o desperdício. Falta água inclusive no Jurerê Internacional, praia dos ricos e bem-nascidos endinheirados, e que devem estar gastando horrores de perfume e desodorante.

O preço das coisas aqui também explodiu. Cobrar absurdos R$ 7,00 por uma latinha de cerveja, na beira do mar, é um abuso. Peixe, camarão e carne "pela hora da morte".

Ah, trânsito. Outra bosta importada de alhures. Filas quilométricas para ir e vir às praias. Não só em Floripa, mas também nos outros balneários do estado.

Venham curtir o verão aqui, mas se preparem-se para ser explorados.

Em tempo: Sou contra o desperdício de água. Mas há anos a Casan diz que vai resolver e nunca resolve. Na rua das Gaivotas, na praia dos Ingleses, onde estão vários hotéis, o esgoto corria a céu aberto até pouco tempo. Numa boa.

(imagem do site do Terra, a gostosa é alguma ajudante do Hulk, não que aqui não tenham muitas)

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics