quinta-feira, janeiro 31, 2008

É de conhecimento público que a Oi está gestionando, junto ao governo, a mudança nas regras do jogo na Lei de Outorgas, para facilitar a aquisição da Brasil Telecom.

A Oi é a mesma que, no passado recente, identificou o filho do presidente como um iluminado empreendedor e enfiou R$ 10 milhões em sua empresa, a título de...

Já é ruim o clientelismo advindo da idiotia esquerdopata (não sei se essa expressão existe, mas se o Ciro Gomes pode eu também posso inventar expressões intelectualóides). Mas meter a mão na lei é além do razoável. Com o sistema na mão do PT e aliados (CADE, Anatel etc), não tenho dúvidas que essa violência passa fácil.

Só para se ter uma idéia do tamanho que vai ficar a Oi-Brt. São aproximadamente 26.000.000 de assinantes. Só da telefonia fixa. Pessoas físicas e jurídicas. Só em receita de assinatura básica (claro, estou sendo simplista), a preços praticados hoje em Floripa, são R$ 1.014.000.000,00 mensais. São mais de R$ 12 bilhões/ano. Dinheiro para caraleo.

Alguém aí tem dúvida porque abolir a assinatura mensal da telefonia é tão difícil?

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics