sexta-feira, janeiro 11, 2008

No começo era o caos. Depois de 6 longos e conturbados dias fez-se mais caos. E ao longo dos anos a luz, essa incompreendida, foi tragada pelo buraco negro bolivariano. O pequeno fidel mostrou, precocemente como sempre, as cartas da manga. Seu pedido para retirar as FARCs do rol do terrorismo mundial prova que, a ação conjunta para libertação dos reféns tinha, por trás (dele é claro), uma motivação espúria e bizarra. Na verdade não acho as FARCs terroristas, eles são bandidos comuns. Traficantes, sequestradores e covardes, já que usam pessoas como escudo humano. Deveriam ser caçados, presos e julgados como os sérvios e nazistas.

E numa atitude infantil, bateu o pezinho e acusou o ministro da defesa colombiano de ser anti-bolivariano e anti-chavista. Coisa de menininha.

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics