segunda-feira, dezembro 03, 2007

Não vou me alongar sobre o assunto. Muitos, melhores que eu, escreveram excelentes textos sobre mais essa bizarrice petista. Mas pelo que li hoje a coisa será pior que o imaginado.

Por exemplo, no blog "As Furiosas", Marx, o Groucho, analisa um debate ao redor de um obscuro documentário chamado "Memória e História em Utopia e Barbárie" (leiam a íntegra aqui). Só quem gosta de cinema alternativo-arrastado-pra-caraleo e chapado para assistir.

No blog da Paty Haddad, ela publica a definição que a própria emissora deu: tv pública é aquela que “não está subordinada nem às regras do mercado, nem ao controle do poder político, mas sim à influência direta da sociedade civil.” Levando esta definição a sério me peguei imaginando que programas serão veiculados (afinal, eles têm que justificar a definição), para conquistar os corações e as mentes dos brasileiros, tirando-os das emissoras comerciais privadas. Um tenho certeza que vai rolar, o GHB1 - Grande Hermano Bolchevique.

Será que, se em 2010, mudar o partido que (des)governa esse país vão acabar com isso?

Copyright 2010 Jus Indignatus por Ricardo Rayol*template e layout layla*
Clicky Web Analytics